Política

INFRAESTRUTURA

Kátia Abreu garante que a "Estrada das CBPO" é prioridade do Matopiba

15/05/2015 15h17 - Atualizado em 18/05/2015 11h27
Kátia Abreu garante que a Elizeu Oliveira/Secom

De Palmas, Rubens Gonçalves

A ministra Kátia Abreu garantiu na manhã da quarta-feira, 13, em Palmas, que as rodovias BR-235 e BR-242, que cortam o Tocantins, são prioridades para o governo federal. A declaração foi dada durante o lançamento do Plano de Desenvolvimento Agropecuário do Matopiba – que compreende uma das principais áreas do mundo em expansão na produção de grãos: Maranhã, Tocantins, Piauí e Bahia.

De acordo com ministra, o governo federal entendeu a importância da infraestrutura, que no Tocantins inclui as duas rodovias, para o desenvolvimento do país, e destacou a importância da BR-235 para facilitar o escoamento da produção de grãos da região de Pedro Afonso. “Essa rodovia liga Aracaju [Sergipe], a Novo Progresso [Pará], passando pela região de Pedro Afonso, aqui no Tocantins”, explicou.

Conhecida como “Estrada da CBPO”, a BR-235 é uma das principais reivindicais de moradores e produtores da região Centro-Norte do Estado, já que o trecho que corta o Tocantins conta com apenas pequenos trechos pavimentados.

Agência
Kátia Abreu anunciou também a criação de uma agência de desenvolvimento voltada para a tecnologia com forte investimento em capacitação, inovação, pesquisa, agricultura de precisão e assistência técnica. O formato da futura agência tem sido discutido entre o ministério e representantes dos estados, da iniciativa privada e de instituições de pesquisa e de ensino.

“O governo está tendo a chance de acompanhar esse crescimento e promover verdadeiramente o desenvolvimento regional. No passado, produtores experientes ocuparam nossas áreas agrícolas, mas a população local ficou ao largo assistindo. Com o Matopiba, queremos reverter esse histórico”, afirmou a ministra.

Prefeitos
De acordo com informações do Ministério da Agricultura, prefeitos dos quatro estados assinarão um termo de adesão às metas que comporão o programa nacional voltado para ampliação e fortalecimento da classe média do campo, como a garantia de assistência técnica e extensão rural.

Leia por Assunto: BR 235 Kátia AbreuPedro Afonso