sexta, 09 de dezembro de 2016
22º Min 35º Max
Pedro Afonso - TO

Educação e Cultura

7 DE SETEMBRO

Tradição marca comemoração da Independência do Brasil

08/09/2015 10h42 - Atualizado em 10/09/2015 13h59
Tradição marca comemoração da Independência do Brasil Martien van Nistelrooij

Henrique Lopes

Dado por Dom Pedro I, o grito de independência é celebrado em todo o território nacional no dia 7 de setembro, como um dos marcos da história do nosso país.

“Alcançado em 7 de setembro de 1822, às margens do riacho Ipiranga, dom Pedro proferiu o chamado Grito do Ipiranga, formalizando a Independência do Brasil”, descreve o historiador e cientista político Boris Fausto em seu livro História do Brasil.

Pelotão do TG 11-004Em Pedro Afonso, todas as escolas e diversas instituições se juntam em um grande desfile em frente à Praça Coronel Lysias Rodrigues, na Avenida Benjamim Constant. Moradores e visitantes acompanham, com os olhos atentos, cada pelotão que passa. Esta tradição faz parte das histórias de várias pessoas que já passaram e ainda passam pela cidade.

Especialista em Psicopedagogia, Maria do Socorro Soares lembra que na sua época de escola, sempre ia à frente do pelotão. “Como eu era baliza, ia quase sempre à frente. Tinha que fazer apresentação para o público, era como se fosse uma ginasta se apresentando nas olimpíadas”, descreve sorridente.

Maria do Socorro que estudou na Escola Estadual Alfredo Nasser, em Bom Jesus, e no Colégio Cristo Rei, em Pedro Afonso, relembra que na época de baliza, o país passava por uma reestruturação e que não entendia bem tudo o que acontecia.

“Tinha ditadura militar e redemocratização do país, nós não entendíamos muito a estrutura política naquela época, não tínhamos as informações que todos têm acesso hoje, mas sentíamos emoção na hora de nos apresentarmos”, revela.

Com 57 anos de idade, Antônio Ribeiro Lopes guarda as fotos do desfile do ano em que servia ao Exercito Brasileiro, no Tiro de Guerra 11-004 e conta que as pessoas dormiam às vésperas do dia 7 ansiosas para que o desfile chegasse logo, para de arrumarem e irem acompanhar os pelotões se apresentarem.
“A gente quase não dormia com ansiedade pra ver chegar o dia e à hora das do desfiles, os militares faziam alvoradas e queima de fogos”, ressalta o comerciante natural de Pedro Afonso, mas que reside atualmente em Goiânia.

Não são apenas as gerações passadas que se encantam com o momento cívico em comemoração a Independência do Brasil, o aluno do Colégio Cristo Rei, Iury Henrique diz que participar de momentos como o desfile de 7 de setembro é importante para fortalecer o patriotismo.

“Sempre gostei de participar das comemorações do dia 7 de setembro, é um tipo de momento que nós proporcionam experiências que são levadas para á vida toda”, destaca o estudante de 16 anos.
 

Veja Também