quarta, 07 de dezembro de 2016
21º Min 34º Max
Pedro Afonso - TO

Educação e Cultura

REVOLTA

Servidores da Educação de Tabocão paralisam atividades em protesto por atraso no pagamento dos salários

19/10/2015 10h33 - Atualizado em 19/10/2015 10h45
Servidores da Educação de Tabocão paralisam atividades em protesto por atraso no pagamento dos salários Ilustração

Fred Alves

Servidores da Secretaria de Educação de Fortaleza do Tabocão paralisaram as atividades, nesta segunda-feira, 19 de outubro, em protesto pelo atraso no pagamento do salário referente ao mês de setembro que deveria ter sido pago até o último dia 10 de outubro. Disseram que só voltam ao trabalho após receberem.

Representantes da categoria informaram ao CNN que cerca de 50 servidores efetivos – professores, merendeiras e auxiliares de serviços gerais – paralisaram suas atividades, mas compareceram a creche municipal e as duas escolas em que trabalham.

O Município tem aproximadamente 65 funcionários concursados na área de Educação.

“Vamos ficar paralisados até recebermos os nossos salários”, disse um servidor que preferiu não ser identificado. 

Os servidores afirmam, ainda, que os atrasos nos pagamentos salariais são frequentes e ocorrem desde 2013, ano em que o prefeito Flavinho assumiu o governo municipal. Eles revelaram ainda que a Prefeitura de Fortaleza do Tabocão informou que os pagamentos serão realizados nesta terça-feira, 20.

Por telefone, a reportagem do CNN entrou em contato com a Prefeitura de Fortaleza do Tabocão, mas não obteve obteve sucesso até o fechamento desta matéria. O espaço continua aberto, caso a administração municipal queira se manifestar.
 

Veja Também