sexta, 09 de dezembro de 2016
22º Min 35º Max
Pedro Afonso - TO

Educação e Cultura

XII EDIÇÃO

Festa da Manga busca valorizar o patrimônio cultural de Tupirama

30/11/2015 08h39 - Atualizado em 03/12/2015 10h55
Festa da Manga busca valorizar o patrimônio cultural de Tupirama Fabricio Rocha

Fabricio Rocha

Uma das festas culturais mais tradicionais da região Centro-Norte do Estado do Tocantins, a Festa da Manga, considerada também patrimônio imaterial estadual, realizou sua XII edição na cidade de Tupirama, no sábado, 21 de novembro, com presença expressiva de moradores e visitantes das cidades circunvizinhas.

O evento é organizado pela Prefeitura de Tupirama e tem a participação expressiva da comunidade que cede frutas e prepara os pratos e demais produtos à base de manga.
Os visitantes apreciaram a exposição de 32 espécies de mangas, com nomes, tamanhos e formatos que chamaram atenção: Casada, Roxa, Manteiga, Romana, Manguitão, Arroz, Rosa, Brasil, Pequi, Murici, Bahia, Palmeira, Buriti, Moça, Cagaíta, Leite, Coração de Boi, Cremosa, Coquinho, Ovo de Pata, Quilo, Enxerto, Buceta, Ada, Maça, Peito De Moça, Mesa, Foice, Abacate, Sabina e Comum.

A parte cultural do evento ainda teve exposições e vendas de produtos feitos com a frutas como doces em pasta e compota, além de geleias, bolos, roscas, suco e brigadeiros.

Todo ano a grande celebração popular atrai centenas de pessoas, inclusive de outros municípios, em 2016 foi marcada também por um menor número de espécies expostas, o que preocupou moradores e visitantes. Leis de tombamento de mangueiras, incentivo ao plantio das espécies que foram extintas fazem parte de ações do poder público para o fortalecimento cultural da tradição.

Preservação 
Moradora e natural do município de Tupirama, Sandra Ramos Valadares acompanhou todas as edições da festa e se mostra preocupada com o número cada vez mais reduzido das espécies da fruta.

“A Festa da Manga sempre foi o acontecimento mais importante da cidade, desde a minha adolescência participei de todas as edições, e vejo que ao passar dos anos cada vez mais vem diminuindo as espécies de mangas que são expostas. Não podemos deixar nossa principal cultural enfraquecer”, disse preocupada a moradora.

Com menos de um ano no cargo, a atual secretaria de Educação e Cultura do município, Joana Barbosa da Silva Bezerra, mostrou-se preocupada e evidenciou ações que serão realizadas ao longo de todo o ano de 2016, para que a cultura da manga, através dos seus saberes e fazeres, seja uma proposta curricular permanente nas escolas.
“A partir de 2016, realizaremos ações conjuntas entre a escola e comunidade afim de fortalecermos a nossa relevante cultura da manga em ações pedagógicas e ambientais que permitirão às novas gerações o direito a cultura local assegurados”, assegurou a gestora.

Patrimônio tocantinense 
A Festa da Manga é reconhecida através da lei nº 2.122, de 4 de agosto de 2009, como bem de valor cultural e patrimônio histórico do estado do Tocantins. A safra da fruta acontece de novembro a janeiro. Na região existem cerca de 80 espécies conhecidas da fruta.
 

Leia por Assunto: Festa da Manga Tupirama
Veja Também