quarta, 07 de dezembro de 2016
21º Min 34º Max
Pedro Afonso - TO

Cidades

PREVENÇÃO

Prefeitura de Guaraí realiza ações de combate ao mosquito Aedes Aegypti

09/12/2015 17h37 - Atualizado em 10/12/2015 16h07

Antes mesmo de começar as notificações de casos de dengue, a Prefeitura de Guaraí já vinha desenvolvendo ações de combate ao mosquito transmissor, o Aedes Aegypti. Entretanto, devido ao risco iminente de epidemia em todo o País, foram intensificadas as ações de limpeza de terrenos e lotes baldios, com a eliminação de criadouros no município. Além da dengue, o mosquito também transmite a febre chikungunya e a zika, igualmente perigosas e que podem levar à morte.

Entre os meses de outubro e novembro, antes das primeiras chuvas caírem, as equipes das Secretarias Municipais de Infraestrutura e da Habitação, bem como da empresa contratada para a conservação de vias publicas, concluíram a segunda etapa do mutirão de limpeza de Guaraí. “Queremos evitar que nossa população sofra com os males que o Aedes Aegypti transmite. Incorporamos na nossa rotina, constantes borrifações em locais com possibilidades da existência de lavras”, informou o prefeito de Guaraí, Francisco Júlio.

Nesse período, em 15 bairros da cidade, incluindo ruas, avenidas e praças, foram recolhidos entulhos e recipientes, como garrafas e pneus velhos, que podiam acumular água e servir como criadouro para proliferação do mosquito transmissor da dengue, além de outras doenças comuns no período chuvoso. O resultado foi a coleta de 25 toneladas de lixo de diferentes tipos.

Essas ações agora foram intensificadas, juntamente com a poda de árvores, em um trabalho preventivo de segurança quanto à queda em momentos de chuva forte e com vento e também quanto ao contato com a rede elétrica.

Os cidadãos guaraienses tiveram papel fundamental para o sucesso do mutirão, pois atenderam a convocação da prefeitura e colocaram o lixo dos quintais em suas calçadas.

Segundo o Ivan Alves, morador do Setor Bueno, a ação preventiva requer a adesão de todos os moradores, cada qual cuidando do seu espaço e até os arredores, caso contrário o mosquito pode vencer essa guerra. Para a dona de casa Maria Raimunda, que vive no Setor Querência, melhorou visivelmente o trabalho de coleta do lixo realizado diariamente pelas equipes de limpeza.

Prevenção
A Secretaria Municipal de Educação, por meio de atividades informativas junto a alunos, professores e demais pessoas da comunidade escolar, também tem feito trabalho preventivo. Já na Secretaria de Saúde, esse trabalho está dividido entre as diretorias.

De acordo a diretora do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), Neusa Nunes, que coordena as equipes de Vigilância Ambiental e de Controle de Zoonoses, as visitas rotineiras vêm acontecendo em domicílios e divididas por áreas, com o recolhimento de larvas. Os agentes de endemia orientam a cada morador a fazer limpeza de seus quintais e esvaziar depósitos que possam dar suporte as proliferações do mosquito e das larvas.

Ainda, de acordo a diretora de Vigilância Epidemiológica, Flávia Fonseca, cursos de capacitação serão oferecidos a partir de 14 de dezembro a médicos e enfermeiros preparando-os para diagnosticar e notificar possíveis casos de zica, de dengue e de chikungunya. Quanto à zica, em especial, o cuidado tem sido redobrado. Grávidas estão sendo monitoradas e orientadas durante todo o pré-natal por equipes médicas do município. É o que assegura a diretoria da Atenção Básica, Lucilene Pinheiro. (Ascom Prefeitura de Guaraí)

 

Veja Também