quarta, 07 de dezembro de 2016
21º Min 34º Max
Pedro Afonso - TO

Educação e Cultura

OPINIÃO

Centenário: 25 anos de lutas e conquistas

07/03/2016 17h07 - Atualizado em 07/03/2016 20h52
Centenário: 25 anos de lutas e conquistas Divulgação

Fidel Costa 
Publicitário e Escritor

Falar de Centenário é sempre uma alegria imensa. Ainda mais se tratando da comemoração dos seus 25 anos de emancipação política. Vi essa cidade nascer, crescer e se desenvolver em poucos anos. Mas nem sempre foi assim. Centenário nasceu da luta de homens e mulheres que, através de seus ideais lutaram para que esta região que antes pertencia ao município de Itacajá, se desenvolvesse e saísse do isolamento.

A educação foi o carro chefe desta luta quando uma escola foi criada na fazenda Nova Iorque pelo pecuarista Gustavo Costa. O mesmo pagava a professora com recursos próprios para ministrar aulas para os seus filhos, netos e filhos dos seus vizinhos. Fui aluno da mesma ainda na fazenda.

Naquela época estudar em escola particular não era nenhum status, e sim falta da presença do poder público. Lembro bem da luta do meu avô Gustavo Costa juntamente com seus amigos como Joaquim Vargas, Antônio Moreira, entre outros, pela implantação de escolas públicas, abertura de estradas e construção de pontes. Posteriormente esta escola passou a ser pública e foi sendo construindo aos pés da Serra do Centenário e leva o nome do seu idealizador, uma homenagem feita pela Prefeitura de Itacajá ao pecuarista. E essa escola deu início à cidade de Centenário.

Ainda pertencendo Itacajá, esta região que hoje é Centenário, teve muitas dificuldades devido ao seu isolamento. Sem estradas, sem escolas e saúde pública, os moradores sofriam muito quando alguém adoecia e precisava ser carregado em redes até o socorro mais próximo que ficava a 120 km. Picadas de cobras, sarampo, acidente com derrubada de roças e mulheres com dificuldades para dar a luz eram os problemas mais comuns na região. Muitas vidas se perderam.

Hoje Centenário se desenvolveu e é uma das cidades mais belas do Tocantins. Quero aqui mencionar os administradores como os ex-prefeitos de Itacajá, Masolene Rocha e Pedro Maciel. Os ex-prefeitos de Centenário – José Alves da Costa, Antônio Camilo (in memoriam), Antônio dos Reis e o atual gestor, Wesley Camilo –, que com suas dificuldades e limitações conseguiram trazer o desenvolvimento para esta região.

Deixo o meu abraço a todos os centenarienses pela passagem dos s 25 anos da nossa cidade. Tenho orgulho de ser filho desta terra.
Parabéns centenarienses pelas lutas e conquistas. Parabéns Centenário pelos seus 25 anos!
 

Leia por Assunto: Centenário Fidel Costa
Veja Também