sábado, 03 de dezembro de 2016
22º Min 34º Max
Pedro Afonso - TO

Esporte CN

Tocha olímpica em Palmas

Pedroafonsino, Fabrício Rocha, conduz tocha e acende a Pira Olímpica em Palmas

12/06/2016 10h22 - Atualizado em 12/06/2016 11h23

João Paulo Bueno
Especial para o Centro-Norte Notícias / Portal CNN


A noite desse sábado, 11 de junho, foi movimentada na capital Palmas e pedroafonsinos conferiram de perto a passagem da tocha olímpica Rio 2016 e principalmente a condução do conterrâneo Fabrício Rocha, que acendeu a Pira Olímpica na Praia da Graciosa. O fogo olímpico está percorrendo todo o Brasil e nesse sábado dormiu em solo palmense antes de ir para São Luiz, capital do Maranhão.

"É muito emocionante, um momento histórico e inesquecível da minha vida. É um momento muito especial, só sabe quem passa. Principalmente nesse momento em que o Brasil e o mundo está voltado para o Rio 2016”, comentou o colunista do CNN e professor Fabrício Rocha.

A indicação de Fabrício para conduzir a tocha começou em Minas Gerais. O nome dele foi apresentado para a Rio2016 pelo jornalista e amigo mineiro João Paulo Bueno que acompanha todas as ações do pedroafonsino. “Seguindo a premissa de que só pessoas de grande valia merecem carregar o fogo olímpico, vi no Fabrício a figura perfeita. Afinal ele é um agente social e ambiental de extrema pertinência na sua comunidade que, mesmo estando há milhares de quilômetros, vejo ganhar vida com o trabalho do professor”, comentou João Paulo.



Vários pedroafonsinos conferiram a tocha olímpica em Palmas. Alunos e amigos de Fabrício estiveram na capital para presenciar esse momento olímpico que acontece em todas as capitais do Brasil e em outras mais de 300 cidades, antes do fogo chegar no Rio de Janeiro no dia 5 de agosto quando acontece a cerimônia de abertura dos jogos olímpicos. 



O revezamento começou 100 dias antes da cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos Rio 2016 em Olímpia, na Grécia. De lá, a chama viaja até o Brasil, onde começa a trilhar seu caminho rumo ao Rio de Janeiro, começando por Brasília.A essência do revezamento é passar a chama olímpica de um condutor para outro, com o objetivo de envolver todo o país no clima dos jogos.

A passagem da tocha olímpica por Palmas marcou o 40º dia de revezamento e aglomerou milhares de pessoas pelas vias que foram fechadas para o comboio, equipe e condutores do fogo olímpico que percorreu a capital do Tocantins por mais de cinco horas. Três mil pessoas estiveram na etapa final do percurso. Na Praia da Graciosa, os presentes conferiram o final do revezamento com apresentações culturais e shows.



Depois de Palmas, São Luiz no Maranhão vai receber o fogo olímpico nesse domingo (12 de junho) e segue o trajeto por todas as capitais do Brasil e outras cidades de cada estado brasileiro.

Veja Também