sábado, 03 de dezembro de 2016
22º Min 34º Max
Pedro Afonso - TO

Cidades

SEGUE DISCUSSÃO

Problemas no trânsito pedroafonsino serão debatidos dia 20 de maio

15/05/2016 14h52 - Atualizado em 16/05/2016 15h41
Problemas no trânsito pedroafonsino serão debatidos dia 20 de maio Reunião desta segunda foi longa, mas só definiu realização de audiência pública

Fred Alves

Uma audiência pública no próximo dia 20 de maio, às 19 horas, no auditório da Prefeitura de Pedro Afonso, vai discutir alterações e problemas no trânsito de Pedro Afonso.
A data foi marcada durante reunião realizada na manhã desta segunda-feira, 25, na Câmara Municipal, onde a pauta era a reivindicação de comerciantes da Avenida João Damasceno de Sá para que a via – mão única desde março de 2016 – volte a ter o trânsito em mão dupla.

Esse foi o segundo encontro neste mês para discutir o assunto, o primeiro ocorreu no dia 15.

Desta vez além de empresários, do prefeito Jairo Mariano (PDT), vereadores e representantes da Polícia Militar, a reunião também teve a participação de pessoas que residem na Avenida João Damasceno de Sá e outros moradores da cidade.

Os comerciantes reafirmaram que a mudança no tráfego da avenida, que em março de 2015 passou a ter mão única sentido bairro-centro, prejudicou os comércios estabelecidos, com quedas na arrecadação e até a necessidade de demitir funcionários. Os empresários também defenderam que a João Damasceno de Sá volte a ter o tráfego nos dois sentidos, da mesma forma que ocorreu com a Rua Balduíno Pereira da Costa, que também havia sido transformada em mão única no ano passado, mas que retornou à mão-dupla.

Apesar de divergirem em algumas questões, a maioria dos presentes concordou em dois pontos: a necessidade de concluir a sinalização da cidade e desafogar a Avenida Numeriano Bezerra de Castro, onde o fluxo de veículos aumentou após a adoção da mão única na Avenida João Damasceno de Sá.

“Que volte tudo como era antes e que todo o trânsito da cidade seja estruturado. Da forma que está, nos sentimos discriminados. A Rua Balduíno Pereira da Costa em menos de um mês voltou a ser mão-dupla. Essa mudança não é só para beneficiar os empresários, mas também toda comunidade que usa a avenida”, defendeu o empresário João Marinho, proprietário de um hotel e de uma loja de caça e pesca na Avenida João Damasceno de Sá.

Dono de um supermercado, Márcio Sábio afirmou que quando a via era de mão-dupla eram comuns acidentes. “Quando não era nos dois sentidos tinha acidente todo dia, era caminhão buzinando. Crise tem em todo lugar, não tem haver com o sentido da avenida. Mas acho que ainda falta melhorar a sinalização”, disse o dono de supermercado.

Moradores também defenderam a manutenção do fluxo da via. “A avenida agora está acessível a todos, melhorou para pedestres e turistas”, argumentou a professora Lourdes Lustosa.

Os vereadores Coelho (PSC), Salim Bucar (PMDB), Sipriano (PMDB) e Sirleide do Movimento (PMDB), afirmaram que a reivindicação dos empresários é legítima, mas defenderam que a avenida continue com mão única. Eles também reforçaram a necessidade da administração municipal concluir a sinalização da cidade.

O subcomandante do 3ºBPM, capitão Reis, reafirmou a posição do comando da unidade de que o número de acidente diminuiu consideravelmente na Avenida João Damasceno de Sá. Para ele, seria um retrocesso o retorno da mão-dupla. “A cidade está crescendo e mudanças precisam acontecer. Retroagir seria um prejuízo para a comunidade pedroafonsina, é preciso atender o interesse da coletividade”, comentou o oficial.

Já o chefe da Seção de Trânsito do 3º BPM, tenente Romes, disse que os motoristas precisam cumprir as regras de trânsito. “Por que o visitante respeitam a sinalização de trânsito em Palmas e outras cidades, e não respeitam aqui em Pedro Afonso?”, questionou.

Já o prefeito Jairo Mariano reconheceu que ocorreram falhas nas alterações feitas na Rua Balduíno Pereira da Costa, por isso o debate sobre mudanças na Avenida João Damasceno de Sá precisam está sendo mais amplo. “Recebi e respeito o pedido dos empresários, mas a decisão de mudar ou não o fluxo da Rua Balduíno Pereira da Costa tem que ter a participação efetiva da comunidade de Pedro Afonso, que é a maior interessada”, ponderou o prefeito.
 

Veja Também