Cidades

NO TAQUARI

Dia C beneficia moradores de Palmas

05/07/2016 10h42 - Atualizado em 05/07/2016 10h46

Cooperação, responsabilidade social e doação. Esse é o resumo do Dia de Cooperar – o Dia C – em Palmas, que aconteceu nesta sábado, 2 de julho. Com a participação de 400 voluntários e aproximadamente 1.500 pessoas beneficiadas, a ação superou as expectativas e foi realizada na Escola Estadual Maria dos Reis Alves Barros, no Jardim Taquari.

A programação foi repleta de ações para atender o público de todas as idades. A realização e organização do evento foram das cooperativas Unimed Palmas, Sicredi, Cooperativa de Anestesiologistas (Coopanest), Sistema de Cooperativas de Crédito do Brasil Credipar (Sicoob Credipar) e Sicoob Unicentro, com apoio do Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo do Tocantins (Sescoop/TO).

Para o presidente do Sistema OCB/SESCOOP-TO (Sindicato e Organização das Cooperativas do Tocantins e Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo do Tocantins), Ricardo Khouri, o Dia C reafirma o compromisso do cooperativismo na comunidade e também de propagar que ações voluntárias sejam contínuas.

“Ao falar responsabilidade social no cooperativismo devemos lembrar que este é um dos nossos principais princípios. É o trabalho voluntário que nos permite devolver aqui o que recebemos com o cooperativismo”, afirmou Khouri.

Segundo o gerente de Desenvolvimento de Cooperativas do Sescoop/TO, Henrique Melo, o trabalho voluntário é uma forma de fazer o bem, promover a satisfação e melhorar vidas. “Com a nossa equipe procuramos estimular a doar seu tempo, a fazer o bem e, sobretudo a sair da sua função diária e fazer algo inovador como voluntário. E deu certo, pessoas do setor administrativo promoveram a oficina de pipas, gente que só lida com números foi fazer maquiagem. Isso é cooperar”, explicou Melo.

A superintendente do Sistema OCB/SESCOOP-TO, Maria José Andrade Oliveira, destacou o sucesso do Dia C. “Superamos nossas expectativas. Percebemos a satisfação de todos os envolvidos assim como os beneficiados. Foi possível buscar voluntários que não são das nossas cooperativas, o que tornou nosso evento maior”, ressaltou Maria José.

O técnico em segurança do trabalho e cooperado da Unimed, Enoque Tavares, falou da experiência em poder ajudar a fazer o bem. “É uma oportunidade única de estar mais próximo da comunidade. Todos colocaram a mão na massa literalmente, fizeram a diferença. A Unimed tem o maior orgulho em fazer parte deste momento tão importante na vida destas pessoas”, afirmou.

Voluntária
Mostrando que não tem idade para ajudar, dona Iracema da Silva Guilherme, 60 anos, foi voluntária. Dona Iracema relata que é a primeira vez que participa e destaca que trabalhar em parceria é uma forma de fazer o bem. A aposentada ajudou a cuidar das crianças na Oficina de Pipas. "Ser voluntária é cooperar. É ajudar no trabalho em parceria. É promover ações que façam a diferença no dia destas crianças", destaca Iracema.

A dona de casa Silvia Monteiro aproveitou para levar os dois filhos e participar de duas oficinas. “Estava precisando cortar o cabelo e aqui saí com um visual novo. Estou precisando de emprego, a oficina que ensinou a elaborar currículo me ajudou muito, agora estou mais confiante. Meus filhos fizeram pipas, brincaram nas gincanas e ainda ganharam brinquedos. Foi muito bom”, contou Silvia.

Ações
O Dia C contou com o espaço saúde, campeonato de futebol, sala de cinema, saúde, testes rápidos de DST/Aids, empreendedorismo, gincanas, pintura facial, brinquedoteca, oficinas de artes, maquiagem, corte de cabelo, corrida, apresentações culturais, além da distribuição de lanche e brinquedos.



 

Leia por Assunto: Dia C 2016 Palmas