sábado, 03 de dezembro de 2016
22º Min 34º Max
Pedro Afonso - TO

Esporte CN

HISTÓRIA SE REPETE

Servidores públicos de Tabocão denunciam atraso no pagamento de salários

02/05/2016 10h42 - Atualizado em 13/05/2016 15h56

O Centro-Norte Notícias recebeu denúncias de funcionários públicos municipais de Fortaleza do Tabocão informando que até quinta-feira, 27 de abril, não haviam recebido o salário do mês de março, além de relatar outros problemas no município. De acordo com um funcionário, que pediu para não ser identificado por temer represálias, a realidade em Fortaleza do Tabocão nunca mudou em relação às denúncias anteriores já repassadas para o site.

De acordo com a denúncia feita novamente ao CNN, o Município continua com os atrasos dos salários, falta de material para trabalho, perseguição politica e falta de alimentação para os funcionários. “Bem essa realidade ainda é a mesma. Salários atrasados, devido recursos estarem bloqueados, devido a falta de comprometimento com o trabalho e com os demais funcionários que compõem essa a administração e que de fato são quem tocam pra frente boa parte do serviço da administração, o pesado claro”, relatou o denunciante.

Excesso de carga horária
O denunciante ainda relata que profissionais da saúde estão executando três funções ao mesmo tempo. “Como alguém exerce a função de diretor com carga horária de 40h, enfermeiro 20h e auxiliar de serviços gerais 30h? Engraçado que um enfermeiro foi denunciado no MP justamente por estar com a demanda de trabalho além do limite e porque permanecemos com mais um da mesma forma? O que é mais engraçado que administração não tem dinheiro para pagar alimentação, medicamentos, médico, reajustar nossos salários, pagar o pessoal efetivo, mas para contratar, pagar funcionários para não trabalharem tem?”, questionou.

Concurso
Outros questionamentos ainda foram levantados pelo denunciante, em relação ao concurso público promovido pela Prefeitura. “E quanto a esse concurso? Será que podemos fazer mesmo? Será que a justiça vai embargar ou não? Porque até onde eu sei maioria da comissão que faz parte do concurso nem noção que seu nome estaria na comissão tinham! Isso é certo? Porque uma comissão deve interagir, deve haver reuniões, pautas, assuntos e creio que estão bem perdidos?”, denunciou.

O funcionário ainda pontua que no concurso foram colocados três vagas para enfermeiro do Programa da Saúde da Família (PSF), sendo que o Município tem atualmente cinco efetivos e não teria condições de pagar os salários nem desses que estão trabalhando atualmente. “Assim como está a saúde, a educação e demais áreas não estão tão diferentes!”, finalizou.

Município
Na última semana, a reportagem do CNN entrou em contato com o secretário municipal de Finanças do Fortaleza do Tabocão, Márcio Leandro Silveira, para saber sobre a falta de pagamento dos salários dos servidores. Por telefone, ele justificou que este mês o Município foi inviabilizado de efeituar os pagamentos devido ao bloqueio judicial determinado pela Justiça do Trabalho, referente a uma dívida no valor de R$ 1.53.131,23, relativo ao Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS), nos Autos da Execução Fiscal n°. 0000595-12.2015.5.10.0861.

Já na tarde desta quarta-feira, 27, Márcio Leandro informou que a Justiça determinou o desbloqueio das contas da Prefeitura de Tabocão e tão logo os bancos sejam comunicados serão feitos os pagamentos dos servidores. 

O CNN também tentou obter informações sobre o suposto acúmulo de funções por parte de servidores municipais e ainda sobre irregularidades no concurso público, mas não conseguiu falar com os responsáveis.

O espaço continua aberto para o secretário se manifestar.

(Atualizada às 14h07)

Veja Também