segunda, 20 de novembro de 2017
25º Min 36º Max
Pedro Afonso - TO

Economia

31 DIAS

Bancários encerram greve e retomam atendimento

07/10/2016 07h43 - Atualizado em 07/10/2016 15h41

Após 31 dias de greve, os bancários do Tocantins aceitaram a proposta da Federação Nacional dos Bancos (Fenaban), Caixa Econômica e Banco do Brasil; e encerram a paralisação no Estado. A decisão foi resultado da votação durante assembleia realizada na sede do Sindicato dos Bancários do Tocantins (SINTEC-TO), em Palmas, na noite desta quinta-feira, 6.

Os bancos no Tocantins voltam a funcionar nesta sexta-feira, 7. É válido lembrar que os bancários do Banco da Amazônia rejeitaram a proposta por unanimidade como forma de protesto por não concordarem com a proposta, porém voltam a trabalhar normalmente, uma vez que os demais estados já aceitaram.

Os bancários entraram em greve no último dia 6 de setembro e reivindicavam melhores condições de trabalho, mais saúde, segurança e um salário justo. Esta foi a greve mais longa dos últimos 12 anos. No Tocantins 142 agências ficaram fechadas do total de 158.

Segundo explicou o presidente do SINTEC-TO, Crispim Batista Filho, a decisão foi da categoria. Dos 226 bancários votantes que estiveram presentes, 123 votaram a favor e 103 contra a proposta. “A proposta foi bem discutida. Foi dada a oportunidade para todos defenderem o que acreditavam ser o melhor e a maioria venceu. Esta foi uma greve longa, porém tivemos a oportunidade de mostrar a força dos trabalhadores. A luta é diária e o sindicato permanecerá em defesa dos bancários”, destacou o presidente.

A proposta aprovada contempla índice de 8% nas verbas salariais, 10% nas verbas do auxilio creche/babá e tíquete alimentação, 15% na cesta alimentação e mais um abono em parcela única a ser paga após 10 dias da assinatura no valor de R$ 3.500,00 (três mil e quinhentos reais), juntamente com a Participação nos Lucros e Resultados nas mesmas condições do acordo anterior com um ganho de 8%.

Como proposta inovadora a Fenaban, propôs acordo de dois anos, garantindo a reposição do INPC mais ganho real de 1% a partir de 01 de setembro de 2017 sobre salários de 31/08/2017. Os bancos abriram mão da compensação dos dias de greve, concedendo a anistia de todo o período grevista, desde que os bancários retornem ao serviço nesta sexta-feira. (Da Ascom SINTEC-TO)

Veja Também