Cidades

FILTRAGEM DA GUA

Recursolndia e mais 4 cidades recebem equipamentos

08/12/2016 16h20 - Atualizado em 08/12/2016 16h32
Recursolndia e mais 4 cidades recebem equipamentos
Divulgao

Os municípios de Goianorte, Itapiratins, Lizarda, Presidente Kennedy e Recursolândia acabam de receber a instalação das dosadoras Lics Super água. Com a instalação do dosador nos municípios, a água de poços artesianos é tratada com maior eficiência e economia, já que dispensa o uso de energia elétrica.

O equipamento realiza a fluoretação e desinfecção da água mantendo os níveis de cloro e ou flúor, estabelecidos pelo Ministério da Saúde pela portaria nº 2914/11, conforme explica o químico da Agência Tocantinense de Saneamento (ATS), Marcos Antônio da Silva, cujo trabalho de instalação das dosadoras é acompanhado por ele.

“A desinfecção da água auxilia na prevenção de doenças causadas por micro-organismos presentes na água, vamos ter uma diminuição em casos de doenças como a hepatite e tuberculose. Com a dosagem e concentração correta do produto não teremos mais esses problemas e assim uma eficiência maior na questão de saúde pública”, ponderou o químico.

Ao todo, 15 municípios foram atendidos desde 2015 e a estimativa do Governo do Tocantins é que aproximadamente 58 dos 80 atendidos pela ATS que possuem poços artesianos, recebam as dosadoras. Em cada equipamento instalado, o investimento é de cerca de R$ 7 mil; não é necessária manutenção e o tempo de vida útil é de sete anos.

O aumento no número dos municípios contemplados desde o início da atual gestão destaca o avanço no saneamento tocantinense e reforça a preocupação do governador Marcelo Miranda em proporcionar à população serviços de qualidade e com garantia de segurança.

Até o final deste ano, mais seis municípios devem ser beneficiados: Araguacema, Conceição do Tocantins, Lagoa do Tocantins, Rio da Conceição e São Salvador, com um equipamento cada; Fátima, dois equipamentos.

Municípios atendidos
Já foram atendidos os municípios de São Valério, com dois equipamentos; Mateiros, três equipamentos; Santa Maria, três equipamentos; Chapada da Natividade, dois equipamentos; em Nova Rosalândia, Caseara, Recursolândia, Santa Rosa, Fortaleza do Tabocão e na comunidade Barra da Aroeira em Santa Tereza, um equipamento cada.

Em Santa Maria, por exemplo, onde foram instalados três equipamentos, o sistema utilizava dosagem mecânico-elétrica através de um equipamento antigo e, além disto, o poço apresentava alta concentração de ferro e manganês. Com o sistema utilizado anteriormente, a aplicação era feita próxima ao filtro, o que prejudicava a reação do cloro com o metal, não tendo tempo suficiente de contato, prejudicava a retenção dos metais no filtro.

O presidente da ATS, Eder Fernandes, explica que com o novo sistema, há maior eficiência na retenção dos metais e menor custo com produtos. “Como não é preciso fazer a manutenção diariamente, pode ser instalado em assentamentos, povoados e distritos. É um equipamento de fácil manuseio e tem uma eficiência muito grande no sistema de tratamento de água, principalmente nessas regiões com alta incidência de ferro e manganês. O equipamento trata essas deficiências da água nessas localidades”, concluiu o presidente. (Da Ascom ATS)
 

Leia por Assunto: ATS Recursolndiafiltros gua