quarta, 17 de outubro de 2018
22º Min 31º Max
Pedro Afonso - TO

Cidades

NOVO CANGAÇO

Moradores relatam momentos de terror após explosão no Banco do Brasil

12/03/2017 10h17 - Atualizado em 14/03/2017 09h26

Fred Alves

Pedroafonsinos viveram uma madrugada de terror, na sexta-feira, 10, após bandidos fortemente armados explodirem, por volta das 2 horas da manhã, parte da agência do Banco do Brasil localizada na Rua Benjamin Constant, no centro de Pedro Afonso.

Distribuídos em pontos estratégicos e com armas de grosso calibre, os criminosos dispararam rajadas de tiros por cerca de 30 minutos e causaram pânico entre a população.

O Portal CNN conversou com moradores e teve acesso a áudios que circulam em redes sociais que relatam os momentos de pânico.

Ao relatar a noite de medo, a pedagoga Keilla da Costa Glória disse que deitou no chão com o filho enquanto tiros eram disparados nas proximidades de sua casa, que fica na Avenida João Damasceno de Sá, a cerca de 200 metros da Delegacia de Polícia Civil.

“Acordei com bastante barulho e já percebi que eram tiros. Meu filho de três anos também acordou assustado, joguei ele no chão e ficamos ali ouvindo os tiros e barulho de bombas por cerca de cinco minutos”, descreve Keilla.

A pedagoga revela ainda que enquanto estava no chão imaginou que poderia está acontecendo o mesmo que na cidade de Guaraí, onde criminosos na madrugada do último dia 3 de fevereiro, por volta das 2 horas, atacaram a agência Banco do Brasil. Durante a ação, a quadrilha fez reféns e fugiu atirando em diversos pontos da cidade. Felizmente ninguém morreu ou ficou ferido.

A aposentada Albertina Lopes mora na Rua Getúlio Vargas, especificamente atrás da sede do 3º Batalhão da Polícia Militar, que também foi atacado durante a ação criminosa. Ela ouviu vários tiros e também barulho semelhante a bombas. “Acordamos assustados, eram muitos tiros, bombas, dava pra ouvir a movimentação dos carros pela rua”, diz a aposentada.

As marcas de tiros deixaram um rastro em estabelecimentos comerciais, órgão públicos e em veículos por onde a quadrilha passou. Fragmentos de balas e armadinhas para furar pneus, feitas com pregos, também foram encontrados nas ruas de Pedro Afonso.

Relatos em redes sociais
Em relatos nas redes sociais e gravações enviadas pelo WhatsApp diversas pessoas narraram a madrugada de terror. Em uma das gravações, uma moradora entra em pânico ao escutar as rajadas de tiros perto de sua casa. No áudio, que dura cerca de 10 segundos, é possível ouvir diversos disparos.

Em outro áudio, um homem diz está embaixo da cama para se proteger dos disparos. “Estou debaixo da cama aqui, é muita loucura! Na delegacia é tiro para todos os lados, acho que estão assaltando o banco e acabou de ter uma explosão”, descreve o áudio.

Também em gravação, um rapaz afirma que os bandidos estão distribuídos pela cidade: “Estão pipocando na delegacia, no quartel e no banco. É tiro para todos os lados!”.

No Facebook, uma comerciante descreveu o medo que passou durante o tiroteio. “Eram muitos tiros, nunca passei tanto medo na minha vida. Só pedi a Deus que protegesse minha família”, testemunhou.

O assalto
Segundo informações da polícia, três veículos foram usados para realizar o assalto ao cofre da agência do Banco do Brasil, em Pedro Afonso. O grupo chegou à cidade por volta das 2 horas da manhã, com armamento pesado os criminosos da modalidade conhecida como "novo cangaço", ficaram em pontos estratégicos e deixam um rastro de terror por onde passaram. A entrada do 3º BPM foi fechada e tiros foram ouvidos por cerca de 30 minutos em vários pontos da cidade.

Com as explosões, parte da agencia bancária foi destruída, caixas eletrônicos também foram danificados pelos criminosos. O valor levado pela quadrilha não foi divulgado.

Leia também:

Quadrilha ataca banco em Pedro Afonso no estilo “novo cangaço”


 

Veja Tamb�m