quinta, 22 de junho de 2017
20º Min 33º Max
Pedro Afonso - TO

Educação e Cultura

PARALISADA

Seduc diz que obra da Escola de Tempo Integral de Pedro Afonso será reiniciada

02/06/2017 10h31 - Atualizado em 17/06/2017 18h09
Seduc diz que obra da Escola de Tempo Integral de Pedro Afonso será reiniciada Fred Alves

Henrique Lopes e Fred Alves 

A Secretaria de Educação, Juventude e Esportes do Estado do Tocantins (Seduc) anunciou na manhã da quinta-feira, 1º de junho, que a empresa responsável pela construção da Escola de Tempo Padrão de Pedro Afonso, com capacidade para atender 1.500 alunos, já foi convocada para retomar a obra. A informação foi enviada, por meio de nota, depois de um questionamento do Portal CNN.

A obra, bastante esperada pela comunidade da região, e que já conta com várias estruturas construídas, incluindo cobertura metálica na quadra de esportes, deverá ser retomada neste mês de junho.

A Seduc não informou o dia exato do reinício dos serviços.

Para a estudante Kaica Lorrany Santos, de 16 anos, a construção da escola facilitará a vida dos alunos dos setores mais distantes do centro. “Acho ótimo! A minha escola e muito longe e o sol muito quente. O ônibus que a gente pega para ir à escola é muito pequeno, acaba sendo desconfortável, mas é bom. Outros vão de bicicleta. Então essa obra seria muito boa, pois eu posso até não estudar nessa escola nova, mas a minha irmã de 5 anos que também pega o ônibus vai”, destacou a jovem.

Já a funcionária pública Gilseli Gomes Ribeiro, 36 anos, que reside no Setor Aeroporto II, afirma que, para os pais de alunos, a conclusão da unidade de ensino é bastante esperada. “Para mim que sou mãe essa escola é de grande importância, pois toda mãe quer o melhor para seus filhos. Terá espaço, conforto e certamente é mais próximo de casa. Assim, nossos filhos irão estudar com mais garra e com certeza melhorar o aprendizado”, frisou.

Entenda a história
Iniciada em setembro 2013, a obra da escola, que tem capacidade de atender 1500 alunos, deveria ser entregue a população pedroafonsina, um ano após o início da construção. Entretanto, relatos afirmam que desde 2014 não há avanços na construção da unidade escolar.

Em 2016, através de nota, a Seduc havia informado que a obra havia sido paralisada, em maio do mesmo ano, para correção no projeto e que deveria ser retomada no mês de setembro daquele ano.

Ainda conforme a Seduc, o valor investido até o momento é de R$ 4.127.696,03, o que representa um percentual executado de 39,24% da obra. Na placa afixada no local, que fica na entrada da cidade, consta que a construção, com área de 10.581 metros quadrados, tem custo total de R$ 10.494.802,69. Os recursos para a construção da escola são oriundos do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), programa do Governo Federal, e contaram com a contrapartida do Governo do Tocantins.




A seguir a nota da Seduc:

Acerca da previsão de retomada da obra de construção de Escola de Tempo Integral Padrão, que atenderá 1.500 alunos de Pedro Afonso, a Secretaria da Educação, Juventude e Esportes informa que empresa foi convocada para retomar a obra em junho de 2017.

Sede do 3º BPM

A reportagem do Portal CNN também buscou informações sobre a retomada da construção da sede própria do 3º Batalhão da Polícia Militar. A obra está sendo construída em uma área de 4,0676 hectares nas proximidades do Colégio Agrícola Dr. José de Souza Porto – justamente ao lado da Escola de Tempo Integral Padrão de Pedro Afonso, ao custo de R$ 1.200,000,000. A previsão é que fosse entregue em janeiro de 2015.

A Polícia Militar do Tocantins informou apenas “que está reunindo as condições necessárias para a retomada das obras de construção”, que estão suspensas desde a gestão estadual anterior.



Mato toma conta da obra de construção da sede própria do 3º BPM


 

Veja Também