quarta, 18 de outubro de 2017
22º Min 38º Max
Pedro Afonso - TO

Segurança e Justiça

FORAGIDO DA JUSTIÇA

Acusado de cometer crime bárbaro em Bom Jesus é preso em Palmas

07/08/2017 19h48 - Atualizado em 01/09/2017 14h43
Acusado de cometer crime bárbaro em Bom Jesus é preso em Palmas Divulgação

A Polícia Civil, por intermédio da Delegacia Interestadual de Polinter e Capturas prendeu, no início da tarde da terça-feira, 1º, Edivaldo Dias de Oliveira, vulgo “Pernambuco”, 48 de anos. Ele é acusado pela prática de crime de homicídio e foi capturado mediante o cumprimento de mandado de prisão preventiva, expedido pela Vara Criminal da Comarca de Pedro Afonso.

Conforme a delegada Suraia Carvalho Vilela, titular da Polinter e responsável pela prisão, Edivaldo Dias foi localizado em uma chácara, na zona rural da capital tocantinense. De acordo com a autoridade policial, os investigadores da Delegacia Especializada receberam informações de que um foragido da Justiça estaria escondido em Palmas, informação que possibilitou intensificar as buscas, sendo o indivíduo localizado e preso pela Polícia Civil.

Edivaldo Dias foi levado à sede da Polinter e, após os procedimentos cabíveis, foi recolhido à Casa de Prisão Provisória de Palmas, onde permanecerá à disposição do Poder Judiciário da Comarca de Pedro Afonso, cidade para onde deverá ser recambiado, a fim de que responda pelo crime que lhe é imputado.

O crime
De acordo com as investigações da Polícia Civil, o crime ocorreu no dia 5 de maio de 2007, quando Edivaldo, na companhia da vítima José Alfredo dos Santos e mais dois amigos saíram para pescar no rio soninho, localizado, próximo a fazenda onde ambos residiam no município de Bom Jesus do Tocantins.

De acordo com as investigações da Polícia Civil, após algumas horas de pescaria todos retornaram às suas residências, sendo que no final da tarde, a vítima convidou novamente Edivaldo para pescar e este recusou o convite. No entanto, minutos mais tarde, Edivaldo disse a sua esposa que iria cuidar do gado, todavia, sabendo que José havia ido pescar, o interceptou no caminho e foram juntos.

Ao chegar às margens do rio, os dois homens se desentenderam por causa de uma suposta dívida existente entre eles e, armado com um facão, Edivaldo investiu contra José Alfredo desferindo-lhe dois golpes no rosto e no ombro, causando sua morte. Logo em seguida, o autor amarrou uma grande pedra enrolou um pedaço de arame farpado no pescoço da vítima, atirando o corpo no rio para que não fosse descoberto o crime.

Contudo, no dia 9 de maio, o corpo de José Alfredo foi encontrado e Edivaldo acabou fugindo da fazenda, permanecendo foragido até esta terça-feira. Segundo a Polícia Civil Edivaldo estava usando o nome de Ronaldo e levava uma vida normal em Palmas. (Com informações da Ascom SSP/TO)
 

Leia por Assunto: Pedro Afonso Polícia Civil
Veja Também