sexta, 15 de dezembro de 2017
23º Min 26º Max
Pedro Afonso - TO

Segurança e Justiça

NA MADRUGADA

Gado é furtado de fazenda em Tabocão

08/09/2017 08h51 - Atualizado em 20/09/2017 12h13

Henrique Lopes

Vinte e quatro cabeças de gado e dois equinos foram levadas por criminosos de uma propriedade rural localizada no município de Fortaleza do Tabocão.

O furto de gado ocorreu na madrugada do dia 6 de setembro, na fazenda Boa Esperança, localizada a cerca 10 km do município de Fortaleza do Tabocão e a 300 metros da BR-153, conhecida como Belém-Brasília,

Segundo Wguison Gomes da Costa, sobrinho do proprietário da fazenda, Aldenor Costa Ribeiro, durante a ação os criminosos levaram 13 vacas paridas, com bezerros de aproximadamente 3 a 4 meses, 11 novilhos, uma égua parida e uma potra na cor cinza.

O prejuízo financeiro de aproximadamente R$ 35 mil. 

Ainda de acordo o jovem de 21 anos, os vizinhos da propriedade não perceberam nenhum tipo de movimentação na fazenda. “Perguntamos aos vizinhos, que ficaram trabalhando até a meia-noite, e durante esse horário não houve movimentação, o que já podemos perceber que a ação ocorreu durante a madrugada”, afirmou Wguison.
O estudante, que auxilia o tio na fazenda, diz que quase todo o gado foi levado. Entre os aspectos destacados por Wguison para o crime está a facilidade de acesso à propriedade. “Eu nunca tinha visto isso em nossa região, já vimos casos na televisão, mas nunca pensamos que poderia acontecer conosco”, completou o jovem.

Sem boletim
Além do drama de ter os animais levados pelos bandidos, a família também sofre ao tentar registrar a queixa junto a Polícia Civil. Segundo informações de Wguison, o tio, Aldenor, tentou registrar um boletim de ocorrência, mas devido ao feriado de 7 de Setembro, ainda não conseguiu fazer a denúncia nos municípios de Fortaleza do Tabocão e Guaraí. “É algo revoltante, você tem suas coisas levadas e não pode nem ao menos fazer a denúncia, pois mandam esperar para segunda-feira”, exclamou indignado o jovem.

Procura
O sobrinho do proprietário pediu que se alguém ver algum animal que tenha as marcas (que ilustram essa matéria) que identificam a propriedade dos animais, ligue nos telefones (63) 98472-4539, 98475-6104 ou 98502-4266. Também podem avisar a Polícoa Militar no 190 ou a Polícia Rodoviária Federal por meio do telefone 191.
 

Veja Também