sexta, 15 de dezembro de 2017
23º Min 26º Max
Pedro Afonso - TO

Política

PROMOTORIA RECEBEU DENÚNCIA

Mais um candidato a prefeito de Itacajá é acusado de crime eleitoral

03/12/2017 12h03 - Atualizado em 03/12/2017 12h10

A coligação “Itacajá para todos”, que tem como candidato a prefeito Manoel Pinheiro (PSDB), protocolou nesse sábado, 2, véspera da eleição suplementar em Itacajá, uma denúncia contra o candidato da coligação “Humildade e Responsabilidade”, Cleoman Correira Costa (PR). 

A denúncia foi feita ao promotor de justiça eleitoral, Luiz Antônio Francisco Pinto, acompanhada de um vídeo onde o candidato Cleoman Correira Costa (PR) aparece supostamente usando artifícios ilícitos durante a campanha eleitoral. De acordo com o documento, foram oferecidos abastecimentos de veículos em frente ao comitê para pessoas participarem da carreata realizada no último dia 25 de novembro. Os abastecimentos, ainda de acordo com a denúncia, foram autorizados e realizados pelo filho do candidato. 

O documento denuncia ainda que o candidato estaria usando supostamente um restaurante para servir almoço de graça em troca de votos aos eleitores do município. 
Em entrevista ao Portal Orla Notícias, o promotor de justiça, Luiz Antônio Francisco Pinto, afirmou que a denúncia está sendo apurado. “A Policia Civil está investigando o caso, se comprovar isso também é uma forma de abuso. Só que é abuso de poder econômico, onde é fornecido algo para o eleitor em troca de voto, que também gera uma ação de investigação eleitoral. Se for comprovado, o candidato pode ficar inelegível por oito anos e se vencer a eleição pode perder o cargo”, explicou o promotor.

 
Leia também:
Promotor eleitoral acusa candidato a prefeito de Itacajá e mais 5 pessoas de abuso de poder político

Veja Também