terça, 24 de abril de 2018
24º Min 33º Max
Pedro Afonso - TO

Educação e Cultura

GESTÃO DA ÁGUAS

Escola de Itacajá ganha prêmio nacional

08/12/2017 17h51 - Atualizado em 18/12/2017 16h08

O Colégio Estadual de Itacajá recebeu, na última quarta-feira, 6, o primeiro lugar do prêmio da Agência Nacional de Águas (ANA), na categoria ensino, com o projeto Limpar para conservar. A cerimônia de premiação foi realizada no teatro da Caixa Cultural de Brasília.

Essa foi a primeira vez que o Tocantins conquistou tal feito no prêmio da ANA. A escola de Itacajá foi selecionada com um projeto voltado para a preservação do rio Manoel Alves Pequeno, localizado no município, após ter sido selecionado entre as 3 melhores iniciativas do país na categoria ensino.

A diretora da escola vencedora, Klenes Pereira dos Santos Pinheiro, disse estar orgulhosa e animada com o reconhecimento nacional. “Orgulho é a palavra que nos define, pois nosso dever está sendo cumprido à medida que cuidamos do meio ambiente com o nosso projeto. Os alunos estão empenhados nas ações e estamos atingindo resultados satisfatórios. Plantamos hoje para colher amanhã. Certamente iremos dar continuidade a essa ação inspiradora”, afirmou.

Em Brasília, a escola foi contemplada com o Troféu Prêmio ANA e uma viagem para participar do 8º Fórum Mundial da Água, entre 18 e 23 de março de 2018. Este é o maior evento do mundo sobre água e será realizado pela primeira vez no hemisfério Sul. Durante o Fórum, a escola poderá apresentar o projeto para o público dos países participantes do Fórum.

A professora de geografia da Escola de Itacajá, Solange da Silva Brandão, representou a instituição na cerimônia de premiação e falou da importância do projeto para a comunidade. “O projeto é desenvolvido na escola há 15 anos e toda a equipe está sempre envolvida. Buscamos promover a cidadania ambiental na comunidade, realizando multirão de limpeza com os alunos, para proteger o nosso rio”, disse. “Essa premiação é um incentivo para que práticas em prol do meio ambiente sejam desenvolvidas com maior frequência. Estamos ansiosos para disseminar nossa ação no 8° Fórum Mundial da Água, que será uma grande oportunidade”, concluiu.

O projeto Limpar para preservar

O projeto teve início no ano de 2002 e está na 16ª edição. Foi criado com um plano de aula interdisciplinar de Geografia e História. As ações envolvem também alunos, órgãos públicos, além de grupos de voluntários da comunidade local e outros colaboradores.

Essa ação tem o objetivo de promover a sensibilização ambiental de todos os alunos da unidade escolar e comunidade em geral, em especial a comunidade ribeirinha, sensibilizando a todos, quanto à importância da conservação do meio ambiente, sobretudo do rio Manoel Alves Pequeno, que margeia Itacajá.

Ações como papo show com palestras de conscientização abordando a importância dos rios para a preservação da biodiversidade, inclusive dos seres humanos, foram desenvolvidas no mês de setembro deste ano. Nas ações desenvolvem-se apresentações por meio de movimentos culturais dos alunos, envolvendo declamação de poemas ligados à temática do meio ambiente.

Atividades envolvem todos os alunos, a exemplo do mutirão de limpeza do rio Manoel Alves Pequeno, com estudantes do ensino médio e demais colaboradores como órgãos públicos, grupos de voluntários e comunidade local. Os estudantes do ensino fundamental distribuíram panfletos nas principais ruas da cidade.

Prêmio ANA

A premiação visa reconhecer o mérito de iniciativas que atuem na contribuição para a gestão e o uso sustentável dos recursos hídricos no Brasil, promovendo o combate à poluição e ao desperdício. Além disso, o Prêmio ANA dá destaque a trabalhos que apontem caminhos para assegurar água de boa qualidade e em quantidade suficiente para os brasileiros. 

Leia por Assunto: Itacajá
Veja Também