terça, 24 de abril de 2018
24º Min 33º Max
Pedro Afonso - TO

Segurança e Justiça

MARCAS DE 2017

Polícias Civil e Militar destacam ações realizadas em Pedro Afonso no ano de 2017

30/12/2017 15h15 - Atualizado em 01/01/2018 11h49
Polícias Civil e Militar destacam ações realizadas em Pedro Afonso no ano de 2017 Policiais chegam com acusados de tráfico de drogas na Delegacia de Pedro Afonso

Henrique Lopes

A segurança pública é um gargalo dos tempos modernos e vem sendo debatida constantemente, principalmente devido ao aumento do crime organizado e do tráfico de drogas. Em Pedro Afonso e região, o ano de 2017 foi marcado por diversos momentos de combate ao crime e manutenção da ordem social.

Em entrevistas exclusivas concedidas ao Portal CNN, o titular da 11ª Delegacia Regional de Polícia Civil de Pedro Afonso, Wlademir Costa de Oliveira, e o comandante do 3º Batalhão de Polícia Militar, major Carlos Magno Gomes da Costa, falaram sobre o tema segurança e avaliaram as ações das forças policiais em Pedro Afonso e nas cidades circunvizinhas durante 2017.

Conforme o comandante do 3º PBM, responsável pela segurança em 11 municípios, apesar dos problemas enfrentados pela falta de estrutura e o baixo efetivo policial, foram alcançados resultados significativos na melhoria da segurança pública. Major Magno afirmou que a união entre as forças policiais resultou em uma resposta mais incisiva no combate ao crime. “Não foi um ano fácil, mas conseguimos dar um respaldo à comunidade e garantir uma melhoria na atuação e combate à criminalidade”, ressaltou.

Entre as atividades executadas pela PM está a implantação da Força Tática. “Foi algo fundamental e que vem se ramificando em todo o Estado. É uma força que a comunidade pode contar com ela em todos os momentos, tem um treinamento específico para abordagem e já tivemos bastante apreensões de veículos, armas e drogas. Isso se reflete na melhoria da segurança”, completou o major Magno.

Outras ações, como o policiamento em grandes eventos como o carnaval, temporada de verão e ainda no réveillon, foram ressaltadas pelo comandante. “Nós não tivemos esse ano nenhuma ocorrência grave nem no carnaval, nem na temporada de praia, isso faz com que a comunidade se divirta e esteja mais tranquila sobre a ação da polícia”, concluiu.

O delegado regional Wlademir Costa de Oliveira também avaliou positivamente o ano e revelou que, em comparação com outras cidades tocantinenses, Pedro Afonso tem tido avanços na temática segurança pública. “No que pesa a falta de estrutura e de pessoal, nós temos procurado dar as respostas devidas aos casos que chegam até a delegacia”, garantiu.

Para ele, a nomeação de novos servidores para compor a equipe da 11ª Delegacia Regional, a colaboração do poder judiciário e do executivo municipal, e a aquisição de novas viaturas, entregues recentemente, auxiliaram na manutenção da ordem e da segurança dos moradores das cidades da região centro-norte atendidas pela Polícia Civil.

Entre as ações destaques no ano de 2017 está a Operação Vertentes, de combate ao tráfico de drogas, executadas pelos policiais civis de Pedro Afonso e que contou com o apoio da Delegacia Especializada em Investigações Criminais (DEIC) Central, do 3º Batalhão da Polícia Militar e do Destacamento do Batalhão de Polícia Militar Ambiental (BPMA). A ação efetuou 12 mandados de prisão no mês de junho. “Através da Operação Vertentes foi tirada a hegemonia de um grupo chefiado por um dos líderes do tráfico de drogas na região e que também chefiava o Comando Vermelho no estado do Tocantins”, revelou o delegado regional.

Outro caso relevante durante o ano foi a investigação do caso do incêndio que devastou mais de 7 mil hectares, incluindo plantações de milho e sorgo, pastagens, reservas legais e áreas de preservação permanente (APPs), e que ainda matou animais silvestres e rebanhos inteiros. “A Policia Civil verificou e indiciou a Bunge pelo crime, que agora tramita no Judiciário, depois da denúncia ter sido aceita pelo Ministério Público Estadual”, explicou Wlademir Costa de Oliveira.

Já para o ano de 2018, deverá ser entregue a sede da Delegacia de Pedro Afonso e novos profissionais devem compor a equipe, aumentando o efetivo policial.

Segurança em números
Ao apresentar o relatório das ações, o delegado Wlademir Costa de Oliveira afirmou que a atuação tem sido intensificada com a chegada de novos servidores. Ao todo, no ano de 2017, foram abertos 178 inquéritos policiais e concluídos 227 investigações.

Ainda durante o ano foram efetuados 46 mandados de prisão e o número de presos pela Polícia Civil foi de 124. Já em relação a ação de recuperação de produtos oriundos de roubos e furtos, a polícia resgatou 53 aparelhos celulares, oito motocicletas e dois carros.
 

Veja Também