quarta, 17 de outubro de 2018
22º Min 31º Max
Pedro Afonso - TO

Segurança e Justiça

CRIMES CONTRA O PATRIMÔNIO

Homens presos em Pedro Afonso eram especialistas em furtos a caixas eletrônicos

08/01/2018 14h54 - Atualizado em 16/01/2018 18h42

Henrique Lopes

Os três criminosos presos na madrugada desse domingo, 7, por equipe do 3º Batalhão da Polícia Militar, por furto a agência do Banco da Amazônia, localizada na rua Constâncio Gomes, no centro de Pedro Afonso, são especialistas em crimes contra o patrimônio e furtos a caixas eletrônicos. A informação foi dada pelo delegado da Polícia Civil de Pedro Afonso Bernardo José Rocha Pinto.

O delegado revelou que Pedro Hiagor Castro Barbosa, 23 anos, Danilo dos Santos Patosa, 25 anos, e José Alberto da Silva, 24 anos, já tinham passagem por crimes contra o patrimônio, realizados no estado do Pará. Os três indivíduos foram encaminhados ao presídio de Guaraí.

Ainda de acordo com Bernardo José Rocha Pinto, assim que ocorreu a prisão, a equipe da 11ª Delegacia Regional de Polícia Civil (DRPC) entrou em contato com a inteligência da Polícia Civil do Estado do Pará, e trocou informações sobre a quadrilha.

O delegado ainda destacou a ação da equipe da Polícia civil de Pedro Afonso. “Toda a equipe de Pedro Afonso, orientada pelo delegado Pedro Henrique Félix Bernardes, que executou o flagrante, deixou a folga do final de semana para prestar todo apoio aos procedimentos e dar os encaminhamentos mais céleres ao caso”, afirmou.

Entenda o caso
Equipe do 3º Batalhão da Polícia Militar prendeu na madrugada do domingo, 7, um trio de criminosos que furtou a agência do Banco da Amazônia, localizada no centro de Pedro Afonso.

Segundo informações da 3ºBPM, dois homens arrombaram a porta da cozinha e da sala de filmagens, danificando as câmeras, por volta das 2h40 da manhã. Dentro da agência os criminosos romperam a porta do cofre de onde furtaram três revolveres, calibre 38 e 36 munições do mesmo calibre.

Além dos dois homens suspeitso de efetuarem o furto, um terceiro comparsa, que aguardava em um bar para dar suporte a dupla, também foi localizado e detido pela polícia. Um quarto homem, que não teve o nome relevado, também estaria envolvido no crime, mas não foi localizado.

Com o trio de criminosos, a PM encontrou cinco celulares, roupas e luvas. Já em uma mochila, deixada em uma lixeira próximo ao banco, foram localizadas as três armas e 34 munições, além de ferramentas utilizadas na prática criminosa.






 

Veja Tamb�m