terça, 19 de junho de 2018
19º Min 32º Max
Pedro Afonso - TO

Política

CONSULTA POPULAR

Fortaleza do Tabocão pode mudar de nome

22/05/2018 15h48

Fonte: G1 Tocantins

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) aprovou na manhã desta terça-feira, 22, o plebiscito para alteração do nome do município de Fortaleza do Tabocão, a 153 quilômetros de Palmas. O requerimento para alteração do nome foi aprovado pela Câmara de Vereadores da cidade em novembro de 2017, depois de uma audiência pública. Logo depois, o projeto também teve aprovação da Assembleia Legislativa.

Se a mudança for aprovada, o nome da cidade deixará de ser Fortaleza do Tabocão e será somente Tabocão. Conforme o juiz Adelmar Aires Pimenta, relator do processo no TRE, o Ministério Público Eleitoral também se manifestou favorável à alteração.

A consulta pública será realizada juntamente com o primeiro turno das eleições gerais para o governo do estado, em outubro deste ano. "Quanto ao pedido do município para que seja feita a consulta juntamente com as eleições suplementares em curso, não é mais viável devido às questões técnicas que envolvem a configuração do sistema", disse o juiz.

Na cidade, segundo o comerciante Antônio Marcos, o assunto foi debatido em audiência pública e a população é favorável à mudança do nome.

"Eu acho que Tabocão fica melhor do que Fortaleza do Tabocão, porque Fortaleza já tem em outros estados. Vai ser muito bom, sou totalmente a favor porque é um nome que identifica mais. Aqui tem um rio que corta a cidade chamado Tabocão e na cidade tem uma planta nativa, que é a taboca", disse.

Segundo o prefeito Wagner Teixeira (SD), a população ainda está dividida, mas a expectativa é de que a mudança melhore a vida da população. "No início, o povoado se chamava Fortaleza, mas o primeiro prefeito da cidade queria um nome forte aí colocou Fortaleza do Tabocão. Desde então é essa luta para voltar o que era. Tem um empresário que prometeu levar uma empresa para a cidade se o nome for mudado. Isso vai melhorar a arrecadação, aumentar os empregos e seria um ganho extraordinário para a população", comentou.

 

Veja Também