quinta, 18 de outubro de 2018
20º Min 32º Max
Pedro Afonso - TO

Segurança e Justiça

PREJUÍZO DE R$ 19 MIL

Comerciante de Santa Maria se revolta ao ser furtado duas vezes em menos de 2 dias

11/06/2018 15h18 - Atualizado em 03/07/2018 16h33
Comerciante de Santa Maria se revolta ao ser furtado duas vezes em menos de 2 dias Márcio em frente ao supermercado: "Vou fazer justiça com as próprias mãos"

Henrique Lopes e Fred Alves

Márcio Bezerra Gomes é proprietário de um supermercado há nove anos em Santa Maria do Tocantins e está revoltado porque teve o estabelecimento furtado duas vezes em menos de dois dias. O prejuízo total foi de R$ 19 mil.

O furto mais recente ocorreu no dia 7 de junho, às 1h30 da madrugada, quando os bandidos invadiram o comércio pela porta principal e levaram R$ 600,00 em dinheiro e mercadorias avaliadas em R$ 400,00.

Já a primeira invasão aconteceu no dia 5 de junho, às 4h20. Os criminosos entraram por uma das janelas e levaram R$ 11.500,00 em dinheiro, além de R$ 6.500,00 entre diversas mercadorias. Na ocasião, o grupo usou um carro funerário que havia sido furtado em Pedro Afonso e depois foi abandonado na TO-010, no município de Bom Jesus do Tocantins.

As duas ações criminosas foram registradas pelas câmeras do circuito interno de segurança do estabelecimento. As imagens mostram que os dois furtos foram praticados por três indivíduos, mas não é possível saber se os criminosos são os mesmos já que eles ainda não foram identificados.

Justiça com as próprias mãos

O empresário Márcio Bezerra Gomes contou ao Portal CNN que nunca tinha sido vítima da ação dos criminosos. “Nunca havia sido furtado. Câmeras nós já temos, as portas eram reforçadas e reforçamos mais, mas não resolveu”, relatou indignado.

Para o comerciante, Santa Maria do Tocantins sofre com a falta de segurança “Santa Maria e uma cidade totalmente esquecida pelo poder público, pois não tem um destacamento policial. Não há policiais para lhe socorrer. A polícia que tem fica em Pedro Afonso a sessenta quilômetros. A população fica em uma situação triste”, afirmou.

Apesar de se sentir ameaçado, o comerciante destacou que Santa Maria foi a cidade onde nasceu e escolheu para viver com sua família. “Hoje, me sinto ameaçado, pois não tenho segurança. Não vou aceitar mais ser furtado, não vou aceitar as minhas filhas ficarem assombradas. Vou fazer justiça com as próprias mãos”, completou.

Falta de efetivo
Em nota, o 3° Batalhão da Polícia Militar (BPM) informou que atualmente não tem condições reais de lotar policiais militares de modo permanente em Santa Maria do Tocantins em razão do déficit de contingente policial existente no batalhão.

A corporação informou ainda que tem buscado atender o município, dentro das possibilidades, com patrulhamento rotativo feito pela equipe de Pedro Afonso. Esclareceu também que tem busca uma solução junto ao escalão superior da Polícia Militar do Tocantins no sentido de resolver a problemática da ausência de efetivo policial fixo em Santa Maria do Tocantins, e e vai sugerir que o Destacamento do Batalhão de Polícia Militar Ambiental (BPMA) de Pedro Afonso auxilie o 3° BPM com patrulhamento diário em Santa Maria do Tocantins, como forma de otimizar o emprego da força policial militar existente na região, que hoje é abaixo da demanda apresentada.

Os dois furtos estão sendo investigados pela 11ª Delegacia Regional de Polícia Civil de Pedro Afonso.

 

Veja Tamb�m