segunda, 16 de julho de 2018
18º Min 36º Max
Pedro Afonso - TO

Cidades

AUDIÊNCIA PÚBLICA

Dnit apresenta projeto da pavimentação da BR-235

24/06/2018 12h04 - Atualizado em 05/07/2018 14h45

Henrique Lope

Representantes da Superintendência Regional no Estado do Tocantins do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), vinculado ao Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil, estiveram em Pedro Afonso, na noite do dia 22 de junho, para apresentar o projeto de pavimentação da BR-235/TO, popularmente conhecida como Estrada da CPBO.

A audiência pública, que marca o início do processo licitatório para a construção da obra de pavimentação da rodovia, ocorreu no auditório da Prefeitura de Pedro Afonso e contou com a presença de pessoas da comunidade, do prefeito Jairo Soares Mariano e do o superintendente regional do Dnit no Tocantins, Eduardo Suassuna, que presidiu a reunião.

Apesar da pavimentação da rodovia ser uma demanda da região, principalmente de produtores e entidades políticas, menos de 30 pessoas participaram da reunião. A pavimentação do Lote 2 da BR-235/TO, terá um trecho de 69 km, entre a divisa do estado do Maranhão, até a o quilometro 69, próximo ao município de Centenário (TO).

A obra, que ainda não teve o valor final revelado, terá superior a R$ 150 milhões e terá pista de rolamento, com sete metros, formada por duas faixas de 3,5 metros, além de acostamento com 2,5 metros. A pista terá velocidade média de 80km/h, com a previsão de tráfego inicial de 616 veículos por dia.

Além da pavimentação, serão executas as construções de pontes, sobre os rios Vermelho (100 metros), Palmeirim (60 metros), além de Piabanha I, Piabanha II e Piabanha III, ambas com 60 metros de extensão. O prazo total para a conclusão da obra é de 720 dias.

Conforme o superintendente regional do Dnit do Tocantins, Eduardo Suassuna, a audiência é uma exigência da lei de licitações. “Fizemos essa audiência para esclarecer dúvidas da obra que está sendo executada, em exigência a lei de licitação, que preconiza que empreendimentos como esse sejam apresentados, antes de suas licitações, para que as comunidades afetadas tenham conhecimento sobre a obra e também tire suas dúvidas”, afirmou o superintendente regional do Dnit do Tocantins.

Já o prefeito Jairo Mariano destacou a importância da obra para a região. “É uma rodovia importantíssima para tanto para o desenvolvimento econômico, como social de todo o estado do Tocantins. Hoje damos mais um passo para a realização desse sonho”.

Jairo, que preside a Associação Tocantinense de Municípios (ATM), criticou a falta de participação de líderes políticos e de representantes de outros segmentos sociais na audiência. “Há mais de 20 anos toda a nossa região espera que essa obra saia do papel e quando se faz uma audiência pública de tamanha importância, nos vemos quem realmente está colaborando para a melhoria do desenvolvimento da região”, frisou.

A falta de representantes políticos também foi questionada por moradores. “Cadê os vereadores? Uma obra desse porte e não tem nenhum aqui, nenhum representante da Câmara, depois quando forem questionar, o que irão alegar? ”, argumentou o eletricista de automóveis Waldecy Campos.

O produtor rural e secretário de infraestrutura de Bom Jesus do Tocantins, Carleide Barbosa, ressaltou que a reunião foi bastante proveitosa e sanou as dúvidas quanto a construção da obra. “A reunião conseguiu esclarecer muitas dúvidas, principalmente, porque não começar daqui da TO-010, no Lote 1. Mas entendemos que apesar de não começar daqui isso já causará um impacto positivo para a região, principalmente aos produtores”, afirmou Carleide.


Leia por Assunto: BR 235 Pedro Afonso
Veja Também