segunda, 10 de dezembro de 2018
22º Min 30º Max
Pedro Afonso - TO

Cidades

MAUS TRATOS?

Égua que participou de corrida em Pedro Afonso é sacrificada; PC investiga

24/09/2018 12h48 - Atualizado em 15/10/2018 15h35

Indignação e revolta tomaram conta de quem presenciou a triste cena de uma égua mestiça agonizando na manhã da segunda-feira, 24 de setembro, em uma área próxima a pista de corridas, que fica na entrada de Pedro Afonso.

O animal foi localizado por populares coberto com galhos e folhas de árvores sob um sol escaldante. Equipes do Batalhão da Polícia Militar Ambiental, da Secretaria Municipal do Meio Ambiente, do Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins), da Polícia Civil e da Agência de Defesa Agropecuária (Adapece) estiveram no local averiguando a situação.

Após a emissão de um laudo de sacrifício assinado pelo supervisor técnico da Adapec em Pedro Afonso, Pedro Paulo Rocha Palhares, o animal foi sacrificado com um tiro na cabeça, disparado por um policial militar.

A reportagem do Portal CNN apurou que a égua se chamava Kiara, pertencia a um comerciante da cidade de Rio Sono, identificado como Goianilton Costa Ferreira, e participou de uma prova de velocidade na tarde desse domingo, 23, na pista próxima ao local onde foi encontrada agonizando. Uma testemunha ouvida pelo Portal CNN, que pediu para não ser identificada, relatou que ao final da corrida, a égua saiu em disparada pelo mato tendo derrubado o jóquei, um adolescente de apenas 14 anos de idade, que felizmente não se machucou.

Em seguida, a égua teria começado a mancar e não conseguiu mais ficar de pé. Então, a mesma teria sido levada para uma área nas proximidades da pista e recebido remédios. Ainda na noite desse domingo, o veterinário Pedro Paulo Rocha Palhares soube do caso por uma amiga, foi ao local e medicou o animal para tentar amenizar as dores que aparenta sentir..

Um representante do BPMA afirmou que a égua apresentava lesões na cabeça que podem ter sido causadas por marteladas, mas somente um laudo pode atestar se o animal recebeu pancadas na cabeça.

O caso está sendo investigado pela Policia Civil sob responsabilidade do delegado Gilberto Augusto O. Silva, que já ouviu algumas testemunhas e vai intimar o proprietário do animal para depor. Ele também solicitou uma perícia técnica no local onde o equino foi encontrado..

O Naturatins vai aguardar a conclusão do inquérito policial para fazer a autuação. O crime de maus tratos prevê multa no valor de R$ 5 mil. Além disso, o infrator também é responsabilizado criminalmente.

A reportagem do Portal CNN também apurou que não existe autorização dos órgãos competentes para realização de corridas de cavalo na pista de Pedro Afonso. Mesmo assim, constantemente o espaço recebe provas, inclusive patrocinadas por políticos. A disputa desse domingo premiou o vencedor com o valor de R$ 1.200,00.

 

Veja Também