domingo, 26 de maio de 2019
23º Min 34º Max
Pedro Afonso - TO

Política

FALTA PRESTÍGIO

Após Regional da Polícia Civil, Pedro Afonso perde Delegacia Fiscal

15/02/2019 18h27 - Atualizado em 28/02/2019 19h18

Caíque Tétis

As mudanças na estrutura organizacional das repartições estaduais do Tocantins, que inclui transferências e extinções de órgãos, é vista como uma forma de enxugar a máquina administrativa pela equipe do governador Mauro Carlesse (PHS). Um dos municípios mais atingidos, para não dizer prejudicados, com certeza é Pedro Afonso,

Na cidade, após a extinção da 11˚ Delegacia Regional de Polícia Civil, em dezembro de 2018, o novo órgão que terá a sede retirada é a Delegacia Regional de Fiscalização, responsável pelo atendimento de dez agências que atendem as cidades de Bom Jesus do Tocantins, Colméia, Fortaleza do Tabocão, Goianorte, Guaraí, Itacajá, Itapiratins, Lizarda, Pedro Afonso, Taupirama, Recursolândia, Rio Sono e Santa Maria do Tocantins

Segundo o ex-delegado fiscal de Pedro Afonso, Caubi Vieira Peixoto, que continua a dirigir a entidade em Pedro Afonso, agora como gerente administrativo, houve apenas uma mudança da nomenclatura. “A única coisa que mudou é que no lugar de Delegacia Regional passará a ser chamada de Agência Avançada da Fazenda, que ficará subordinada à regional de Araguaína. A chefia maior será o delegado de lá”, declarou Caubi.

Ainda segundo ele, com a medida, restaram em todo o estado apenas cinco delegacias regionais, instaladas nas cidades de Araguaína, Palmas, Tocantinópolis, Gurupi e Taguatinga. “Palmas absolveu Porto Nacional, Paraíso e Miracema; Araguaína Colinas e Pedro Afonso e a de Alvorada ficou destinada à delegacia de Gurupi”, complementou.

Ao todo, a Delegacia Regional de Fiscalização de Pedro Afonso possuía 19 funcionários, entre servidores técnicos da agência de arrecadação e da regional, que continuam a atuar na agência avançada.

Apesar da mudança da regional, o gerente da Agência Avançada da Fazenda afirma que nenhum serviço será comprometido e que o governo do estado, por meio da Secretaria da Fazendo, está realizando uma parceria com as prefeituras de Bom Jesus do Tocantins, Centenário e Recursolândia para que sejam reabertas as coletorias das respectivas cidades. Já os grandes produtores da região ficarão submetidos à Coletoria de Grandes Contribuintes, que tem sede na cidade de Palmas.

Em nota, a Secretaria de Estado da Comunicação afirmou que a unidade de Pedro Afonso é uma unidade avançada de atendimento e que o contribuinte terá disponível todos os serviços pertinentes ao Fisco, sem diminuição do atendimento dos municípios onde estão instaladas as antigas coletorias.

O fato de a Delegacia Regional ter saído de Pedro Afonso, que agora conta apenas com uma Agência Avançada da Fazenda, provocou várias manifestações contrárias à medida. Curiosamente nenhum político local se manifestou.


  

Veja Tamb�m