domingo, 24 de março de 2019
24º Min 30º Max
Pedro Afonso - TO

Política

SAÚDE PÚBLICA

Municípios tocantinenses aguardam profissionais do programa Mais Médicos

24/12/2018 10h39

A Associação Tocantinense de Municípios (ATM) revela a expectativa da grande maioria dos gestores municipais quanto ao preenchimento das vagas disponíveis nos Municípios para o recebimento de profissionais do programa Mais Médicos. O Ministério da Saúde abriu nova seleção para o preenchimento das vagas remanescentes de edital anterior, cujo prazo de inscrição terminou na sexta-feira, 21.

Segundo o ministério, dos 8,4 mil profissionais brasileiros que foram escolhidos para ocupar vagas deixadas por cubanos, mas 2,4 mil não compareceram aos locais de trabalho. "Sabemos que há uma resistência por parte dos médicos interessados em participar do programa em atenderem no interior dos municípios. O que não queremos é observar a diminuição dos atendimentos médicos nos municípios devido a falta de profissionais ", destacou Jairo Mariano, prefeito de Pedro Afonso e presidente da Associação Tocantinense de Municípios (ATM).

A ATM buscou junto ao Ministério da Saúde os números de não comparecimento dos médicos n0Tocantins. Contudo, até o fechamento desta matéria a pasta federal não informou a entidade municipalista. "Porém, a ATM, juntamente com o movimento municipalista nacional observou um desinteresse maior dos médicos em adentrar o interior das regiões Norte e Nordeste, além da periferia dos grandes centros urbanos", revela Mariano.

Nestes dias 20 e 21 de dezembro, as vagas não ocupadas foram "ofertadas novamente a profissionais com CRM Brasil", segundo o Ministério.Nos dias 27 e 28 de dezembro, os médicos brasileiros formados no exterior terão acesso ao sistema para escolherem as vagas em aberto.Só então os médicos estrangeiros, formados no exterior, poderão escolher municípios onde querem trabalhar: em 3 e 4 de janeiro de 2019.

"Acreditamos que com a inserção desses médicos formados no exterior veremos a ingresso desses profissionais nas comunidades que mais precisam, e evitando assim a diminuição dos atendimentos médicos. A ATM ficará atenta ao cronograma do programa e ao preenchimento das vagas em cada Município" finaliza Mariano.

Veja Tamb�m