quinta, 23 de maio de 2019
23º Min 34º Max
Pedro Afonso - TO

Cidades

MILAGRE DA VIDA

Professora comemora 1º ano de vida de filho

28/01/2019 09h53 - Atualizado em 12/02/2019 08h50
Professora comemora 1º ano de vida de filho O pequeno Eliabe no período em que estava na UTI

A professora Eristela Pereira dos Santos, moradora de Pedro Afonso, cidade localizada na região centro-norte do Tocantins, comemorou neste final de semana o primeiro ano de vida de seu filho Eliabe Calebe Pereira Lustosa, pequeno guerreiro que nasceu prematuro e passou os quatro meses após o nascimento internado em uma das incubadoras da Unidade de Terapia Intensiva Neonatal da Intensicare no IOP, em Palmas. Ao celebrar a data tão importante na vida da família, Eristela fez questão de homenagear, com mensagens, seus familiares, amigos e especialmente as equipes da UTI que cuidaram dela e de seu bebê nos primeiros meses de vida da criança.

“Hoje meu príncipe guerreiro completa um ano de vida. Um ano de vitórias que Deus nos concedeu. Tenho somente a agradecer. Obrigada meu pai do céu. Agradeço a minha família, que sempre está ao meu lado, nem sei como seria sem vocês. Agradeço mais uma vez a equipe de ouro do hospital IOP, vocês fizeram toda a diferença em nossas vidas. Hoje nosso coração está em festa pelas vitórias”, escreveu a mãe de Eliabe Calebe em sua página pessoal nas redes sociais, na última sexta-feira, 25, data do nascimento do bebê.

Neste domingo, 27, Eristela contou que celebra diariamente o crescimento do filho, em cada nova etapa. “Ele está muito esperto, já se move para todo lado, engatinhando, e já está quase andando. Não quer mais ficar no colo. Decidimos fazer uma bela festa de aniversário apenas quando o Eliabe tiver 5 anos, assim como fizemos com nossos outros dois filhos, até porque ele é bem pequeno ainda. Mas ele completar esse primeiro ano de vida, para nós, é uma grande vitória, é mais um degrau de uma escada que estamos subindo. Ainda não chegamos ao topo, mas estamos no caminho”, disse a mãe.

A professora relata que em razão do histórico de saúde do filho, quando percebe qualquer sinal de resfriado ou tosse na criança, já recorre a atendimento médico imediato. “Em dezembro ele esteve internado por três dias aqui em Pedro Afonso e então foi encaminhado para Palmas, onde ficou em uma UTI Pediátrica por 15 dias. Depois fomos para casa e na semana passada voltamos a Palmas para levar ele para uma consulta novamente. Qualquer tosse, qualquer espirro, a gente já corre para o médico, mas é mais por precaução, para evitar uma situação mais grave. Se eu percebo uma tosse nele, eu não vou esperar aquilo se agravar”, explica.

Eristela revela que celebrar um ano do bebê a faz lembrar dos meses vividos na UTI Neonatal e das grandes batalhas vencidas. Para a mãe, a palavra “agradecer” é hoje a mais constante em seu vocabulário e em suas orações. “Agradeço imensamente a toda a equipe da UTI. Deus atende nossas orações colocando anjos em nossas vidas. Se não fosse toda essa equipe de médicos, da enfermagem, da fisioterapia, até mesmo as meninas da limpeza tinham tanto carinho por nós. Todos me passavam a segurança de que tudo ficaria bem. Agradeço a essa equipe maravilhosa, além é claro da minha família, ao meu marido, à família do meu esposo e aos amigos que se preocuparam e que dobraram os joelhos e pediram pela vida do meu filho. Sozinho é muito difícil, a gente não conseguiria. Hoje é um dia de muita alegria e de agradecer. E até hoje o pessoal da UTI, como a nutricionista e outros profissionais da Intensicare, ainda mantém contato conosco, sempre buscando saber se estamos bem, então é muito carinho”, relata.

Para reforçar seu agradecimento, a professora disse que também enviou aos telefones de vários familiares, amigos e membros das equipes da UTI a seguinte mensagem: “A batalha foi grandiosa, houve dias de sentir tamanha dor em meu coração, medo de perder, mas vocês estavam ao meu lado e Deus ouviu todo o nosso clamor, todos os nossos pedidos e Ele veio ao nosso socorro. Hoje quero novamente agradecer a cada um. Venci o combate, mas não venci sozinha. Só foi possível porque VOCÊ estava ao meu lado. Sou grata a Deus por ter me presenteado com essa família”. (Com informações de Carlla Morena/Assessoria de Imprensa - Intensicare)

Veja Tamb�m