Política

GESTÃO PÚBLICA

Planejamento estratégico norteará políticas públicas de Pedro Afonso para os próximos cinco anos

03/05/2019 14h09 - Atualizado em 04/05/2019 14h47
Planejamento estratégico norteará políticas públicas de Pedro Afonso para os próximos cinco anos Fotos: Karla Almeida

A Prefeitura de Pedro Afonso apresentou e lançou oficialmente o Planejamento Estratégico do Município para os próximos cinco anos (2018-2022), durante solenidade ocorrida na sexta-feira, 3 de maio, no auditório da prefeitura. A ferramenta de gestão foi elaborada pela prefeitura em parceria com o Tribunal de Contas do Estado (TCE) e o Conselho Regional de Economia (Corecon), sendo na cerimônia apresentada às autoridades institucionais e políticas da cidade e região, além da sociedade civil pedroafonsina.

Além de definir missão, visão e valores do município, o planejamento estratégico traz ainda 12 objetivos a serem atendidos em quatro eixos: sociedade; processos internos; aprendizado e crescimento e orçamento. Entre alguns das metas propostas estão a ampliação da infraestrutura e o saneamento básico em áreas prioritárias da cidade e a garantia da modernização tecnológica da gestão municipal. A missão de Pedro Afonso é promover políticas públicas que assegurem o desenvolvimento social, econômico e cultural de seus cidadãos.

Uma nova forma de governar

Em seu discurso, o prefeito de Pedro Afonso, Jairo Mariano, afirmou que a data é memorável para o município e marca uma nova forma de governar. “A ferramenta é de extrema importância para o desenvolvimento de Pedro Afonso, pois orientará nossas rotinas diárias de trabalho e estimulará nossos servidores a terem um olhar empreendedor, que busquem alternativas que otimizem os recursos públicos e os processos internos, para que com isso possamos entregar um bom atendimento ao cidadão”, disse. Mariano ressaltou que se debruçará com sua equipe em cada meta, em acompanhá-las, executá-las e mensurá-las.

Replicar a ação

O prefeito de Pedro Afonso também é presidente da Associação Tocantinense de Município (ATM) e garantiu ao presidente do TCE, conselheiro Severiano Costandrade a replicação da ação em outros municípios. “A ATM fomentará essa ideia em outros gestores municipais, para que possamos levar desenvolvimento em cada localidade”.

O município do Centro-Norte é o segundo a elaborar a ferramenta de gestão, após Brejinho de Nazaré, cuja prefeita Myuki Hyashida esteve presente na solenidade para explanar sobre a experiência em seu Município. “É uma ferramenta que realmente faz a diferença, pois se dá a certeza do que foi executado, além de certificar e quantificar as ações”.

Elaboração

Para a elaboração do planejamento de Pedro Afonso, a prefeitura promoveu diversas audiências e reuniões com setores da sociedade e entre secretários, diretores e servidores municipais, tanto nas salas da prefeitura quanto na sede do TCE em Palmas. A confecção da ferramenta ocorreu de agosto a dezembro de 2018, quando se promoveu o diagnostico dos problemas a serem enfrentados e a identificação das principais potencialidades do município. Por conter metas a longo prazo, o documento norteará inclusive as próximas gestões municipais.

Plano a seguir

Por fim, o presidente do Tribunal de Contas do Estado disse que planejar não é fácil, mas com o apoio da corte de contas é possível identificar as características de cada Município e buscar a elaboração de objetivos. “A gente sente que a nossa sociedade necessita ter um plano, ter um norte a seguir. E o planejamento de Pedro Afonso garante esse rumo ao Município, e ao Estado do Tocantins. Que façamos políticas públicas que atendam as reais necessidades dos munícipes, um leque de serviços do que realmente se precisa. O planejamento é uma carta de compromisso com a sociedade” finaliza.

Na solenidade, o Tribunal de Contas do Estado fez a entrega oficial do Planejamento Estratégico de Pedro Afonso aos prefeitos presentes, secretários, servidores e sociedade pedroafonsina.  

Confira, abaixo, algumas metas do Plano:

SAÚDE

 - Garantir 100% de cobertura da atenção básica e saúde bucal

- Reduzir anualmente 40% da mortalidade infantil da população menor de 1 ano

- Implantar 100% das atividades da Política Nacional de Saúde Mental, Alcoolismo e outras drogas

EDUCAÇÃO

- Elevar a média do IDEB do município de 6.1 para 7.0

- Capacitar 100% dos professores e equipe técnica

- Ampliar em 15% o número de alunos na sala de aula

INFRAESTRUTURA E SANEAMENTO BÁSICO

- Atender 100% da zona urbana e povoados com redes de água

- Construir 100 casas populares

- Reestruturar 70% das estradas vicinais