Poltica

COM CRTICAS

Tarifa de gua de Pedro Afonso reajustada em 23,14%

30/04/2019 16h58 - Atualizado em 02/05/2019 10h31

A Prefeitura de Pedro Afonso realizou na noite de 29 de abril, audiência pública para discutir o reajuste tarifário para o ano de 2019. A alteração, que corresponde ao reajuste de 23,14%, foi proposta pelo Poder Executivo durante o evento que reuniu cerca de 50 pessoas no auditório da Prefeitura de Pedro Afonso. A reunião foi presidida pelo prefeito de Pedro Afonso, Jairo ,Mariano (PDT), que explanou sobre as ações realizadas pelo Sistema de Saneamento de Pedro Afonso (Sisapa) e a dificuldade de adequar as despesas e receitas do município.

Com a medida, a partir deste mês de maio, a taxa mínima para a comunidade da zona urbana passará de R$ 22,50 para R$ 28,00, nas contas residenciais, e de R$ 38,00 para R$ 47,00 nas contas empresariais. A medida não se aplicará as comunidades rurais e vilarejos do município.

Apesar da concordância com o reajuste, que não era realizado desde o ano de 2016, os moradores aproveitaram a audiência para reclamar de problemas no sistema de de água. “A tarifa está aquém, sim, mas vejo a população reclamando de situações como qualidade de água, falta d’água e até mesmo a cor e cheiro, além da falta de esgotamento sanitário que é uma carência na cidade”, questionou o morador Marcos Aurélio Belarmino.

Outro contribuinte ressaltou as falhas na emissão das tarifas. “A gestão precisa solucionar problemas com as leituras, que muitas vezes chegam erradas aos consumidores. Falta fiscalização ou treinamento, por que razão isso ainda acontece?”, declarou José Luiz.

A presidente da Associação Comercial e Industrial de Pedro Afonso (Acipa), Marivalda Santiago, apontou a preocupação dos comerciantes e empresários. “A falta de água é um problema histórico que herdamos e que vem se alastrando no município. Por que desde 2015 a tarifa não foi reajustada? Hoje a gente teria 80% aumentado e ninguém estaria reclamando. São 23% que não vai resolver o problema”, salientou Marivalda.

Morador do centro da cidade, Valdy Soares ressaltou que a população concorda com a cobrança, mas irá cobrar melhorias no sistema. “Essa cobrança que é necessária vai ser colocada antes ou depois de ter água nas torneiras?”, questionou.

O presidente da Câmara de Vereadores Mirleyson Soares, elogiou as ações da gestão é destacou a falta de participação da população. “As pessoas tem que participar mais, até mesmo para dar sua sugestão. A gente viu que o município tem investido na melhoria do sistema, mas também temos problemas com inadimplência que afetam os investimentos que deveriam ser feitos”, destacou Mirleyson.

Já o servidor público estadual Neurisvaldo Rodrigues de Amorim ressaltou que é preciso que a comunidade se mobilize também para ajudar a gestão a solucionar os problemas com a água. “Vemos que tem muitos casos de inadimplência, apenas com o dinheiro que estão devendo daria para organizar as contas da Sisapa, fora isso seria possível investir no sistema”, afirmou.

Conforme o prefeito Jairo Soares Mariano, o reajuste busca equalizar as despesas e receitas para que nos próximos anos a gestão possa realizar os investimentos necessários no sistema. “Eu bato na tecla que abastecimento de água não deveria ser uma função da administração, deveria ser terceirizada, mas já que temos essa obrigação estamos trabalhando para melhor atender o cidadão e investindo gradativamente no sistema. Já evoluímos muito, temos problemas, mas em comparação aos últimos anos nossa evolução notória”, frisou Jairo Mariano ao salientar que mesmo com o aumento, o valor da taxa cobrada em Pedro Afonso é inferior às aplicadas pelas concessionárias do estado.



 

Leia por Assunto: Pedro Afonso Sisapa aumento da tarifa gua