Cidades

#TODOSPELONICOLAS

Beb de Pedro Afonso precisa fazer cirurgia cardaca que custa R$ 150 mil

28/05/2019 14h33 - Atualizado em 30/05/2019 18h10
Beb de Pedro Afonso precisa fazer cirurgia cardaca que custa R$ 150 mil
Aos 20 dias de vida, Nicolas luta pela vida

Da Redação

Nicolas Martins Fernandes nasceu dia 8 de maio de 2019 com uma patologia cardíaca. Hoje com 20 dias de nascido, o bebê está internado no Hospital Infantil Público de Palmas (HIPP) há 8 dias, aguardando uma cirurgia cardíaca de urgência não realizada no Tocantins e que custa R$ 150 mil. As informações são da avó da criança, a agente de saúde em Pedro Afonso, Maria Mamedio. 

O relatório médico destaca a rápida evolução da condição do bebê ao óbito, enquanto no laudo o cardiologista do hospital reforça que “quanto antes for realizado o procedimento, melhor o prognóstico”.

“O bebê nasceu de Cesária no dia 8 e, no segundo dia de vida, a pediatra do HIPP Ana Carolline fez o teste do coraçãozinho e percebeu que estava acelerado”, relatou a avó do Nicolas. “Eu vi que ele estava com respiração lenta e comuniquei à doutora. Ela fez outro teste e reconheceu que ele tinha sopro, mesmo assim mandou ele pra casa”, continua Dona Maria, explicando como foi descoberto o diagnóstico.

Em casa, no quarto dia de vida, Nicolas apresentou um quadro intenso de icterícia, “quando a pele do bebê fica num forte tom amarelado”, explicou. Nisso, a família retornou com o bebê ao hospital, onde a pediatra orientou que a família providenciasse um exame, mas ainda assim liberando-os pra casa.

Diagnóstico
Maria Mamedio então procurou alguns médicos de Pedro Afonso para auxiliá-la na realização dos exames, uma vez que os pais do bebê estão desempregados e a família não tem condições financeiras para arcar com os exames cardíacos. “O secretário de saúde de Pedro Afonso e enfermeiro falaram que a médica não deveria ter liberado o bebê com o teste do coraçãozinho alterado”, ressaltou Dona Maria, ao destacar que, com ajuda, conseguiu uma consulta particular com uma cardiologista pediatra em Palmas.

No laudo médico particular feito quando Nicolas tinha apenas 13 dias, a cardiopediatra Suevane Sotero destaca que ainda no 2º dia de vida haviam solicitado um ecocardiograma, porém não fora realizado e encaminha o paciente para internação no HIPP.

Nicolas foi internado no HIPP no dia 21 de maio. O cardiologista do HIPP, Rogério José Dirceu, destacou a necessidade de uma cirurgia de urgência. “Quanto mais rápido for feito o tratamento, melhor é o prognóstico”, assina no laudo realizado dia 23 de maio.

No relatório médico a pediatra Ana Carollina, no diagnóstico primário, destaca a alteração no teste do coraçãozinho e sopro holossistólico, sendo “admitido no hospital para vigilância clínica rigorosa”. Ainda no relatório, a pediatra destaca que um procedimento cirúrgico é a “única alternativa de tratamento de emergência, visto que a patologia evolui rapidamente para óbito”, sendo esta última palavra em grifo.

Ao destacar que o Estado do Tocantins não oferece serviço de cirurgia cardíaca pediátrica, Ana Carollina apresenta a necessidade de um Tratamento Fora de Domicílio (TFD). Nicolas não está inserido em nenhuma lista de espera e segue internado em uma unidade de emergência do HIPP.

A avó de Nicolas está preocupada com a situação do neto e reclama da inércia por parte do Governo.

Em nota, a Secretaria de Estado da Saúde (SES-TO) informou que “já solicitou o agendamento da cirurgia do paciente na Santa Casa de Misericórdia de Passos - MG, onde a secretaria tem contrato para prestação cirúrgica nos casos de cardiopatia congênita, e aguarda liberação do Hospital”.

Campanha
Enquanto aguardam a liberação da cirurgia de Nicolas, familiares e amigos realizam campanha buscando arrecadar recursos financeiros necessários para a realização do procedimento no bebê. Quem quiser contribuir pode transferir qualquer valor para avó do garoto.

Dados bancários
Banco do Brasil
Agência: 1595-4
Conta poupança: 7934-0 Variação: 51
Cliente: Maria Mamedio Martins Coelho
 

Leia por Assunto: Nicolas Pedro Afonsocirurgia coraourgncia