Segurana e Justia

PARCERIA

Drones doados pela Justia vo auxiliar PM e Civil no combate ao crime

18/06/2019 18h10 - Atualizado em 01/07/2019 17h10

Fred Alves

Em solenidade realizada no dia 18 de junho, no fórum, o juiz da Vara Criminal da Comarca de Pedro Afonso, Milton Lamenha de Siqueira, fez a doação de dois drones para as Polícias Militar e Civil, representadas, respectivamente, pelo comandante do 3º BPM, tenente-coronel Magno, e o delegado Gilberto Silva.

Os dois equipamentos custaram R$ 13 mil, recurso financeiro oriundo de transação pecuniária (pagamento em dinheiro à vítima, a seus dependentes ou a entidade pública ou privada com destinação social, de valor fixado pelo juiz a um condenado).

O magistrado lembrou que com a escassez de meios do Governo do Estado para apoiar de forma suficiente o trabalhos das Policias Civil e Militar, o apoio das Varas Criminais, que administram o dinheiro dos juizados, é fundamental. “Um dos destinos prioritários das prestações pecuniárias oriundas do juizado especial criminal é apoiar as Polícias Civil e Militar. O drone é uma ferramenta nova para investigação e combate ostensivo. Pedro Afonso conta, agora, com dois drones fazendo monitoramento visual”, destacou o juiz Milton Lamenha, lembrando que o repasse financeiro é fruto de um convênio firmado entre o Tribunal de Justiça e o Governo do Estado.

O delegado Gilberto Augusto Silva considera o drone fundamental no trabalho investigativo da Polícia Civil para auxiliar na verificação das informações que chegam sobre o cometimento de algum ilícito, sem a necessidade imediata de invadir a privacidade de alguma pessoa. “Com o uso do drone podemos verificar se determinada informação é procedente e fazer os pedidos ao juiz com mais materialidade para análise judicial. Essa técnica é o que de mais moderno tem sido utilizado pelas policias do Brasil no combate a diferentes tipos de crimes”, avaliou.

Já o tenente-coronel Magno enfatizou que o uso do equipamento, que faz fotos e vídeos em alta resolução, vai aliar tecnologia ao trabalho ostensivo. Segundo explicou, ao sobrevoar Pedro Afonso com o drone é possível ter uma visão aérea da dinâmica da movimentação de veículos e pedestres nos lugares propensos para cometimentos de crimes durante o dia ou a noite.

O comandante do 3º BPM ainda ressaltou que com o drone será possível realizar o planejamento prévio de operações e blitz, além de monitorar grandes eventos como a temporada de praias, que começa nos próximos dias, o carnaval, entre outros. “Essa ferramenta vai servir para que a gente faça além do policiamento a pé, o monitoramento aéreo para direcionar os policiais militares para locais onde possam estar correndo crimes e até nos anteciparmos aos fatos”, pontuou Magno. O militar ainda destacou que a parceria com o Poder Judiciário contribui para o combate à criminalidade em Pedro Afonso e região .