Educao e Cultura

A FILHA DO SOLDADO

Colgio Cristo Rei inspirara livro da escritora Iolete Aguiar

19/08/2019 12h22 - Atualizado em 22/08/2019 09h22

Henrique Lopes

“Alunos do primário, não víamos a hora de pertencermos à turma do Ginásio. Era algo que nos parecia inacessível. Os ginasianos mostravam-se garotos alegres e dinâmicos. Apresentavam peças teatrais, o Coral do Colégio, faziam informativos ‘A voz do Colégio’”. Esse é um trecho do livro “A Filha do Soldado”, que conta um pouco das vivências da escritora Iolete dos Santos Aguiar em Pedro Afonso.

A obra literária foi lançada na noite de 14 de agosto, no Colégio Cristo Rei, uma das principais inspirações para o livro, que reúne relatos da época de ouro da escola, na qual o exame de admissão garantia aos alunos da região ingressar em uma das escolas mais respeitadas do antigo norte goiano.

Segundo a escritora, integrante da Academia de Letras de Palmas (ALP), o Colégio Cristo Rei marcou a sua vida, pois foi o lugar que a incentivou a ser professora e escritora. “Os anos que estudei aqui foram de muito aprendizado, essa escola me motivou a ser o que eu sou hoje. Tudo o que vivi aqui e está relatado no livro, fez com que eu fosse o que eu sou hoje”.

O lançamento, acompanhado por diversos alunos do colégio, egressos da instituição educacional, além de autoridades e membros de grupos de jovens e adolescentes do município, foi marcado também por muita emoção.

Amiga da escritora, a professora Odina Maranhão Sá destacou a relevância de resgatar a história da cidade. “Quem é da nossa época e ler esse livro rememora como foi a vivência aqui dentro do Colégio Cristo Rei, o dia a dia da cidade e até mesmo das cidades vizinhas. É um relato muito fiel de como a comunidade era naquela época”, destacou.

O momento foi de emoção também para a professora aposentada e ex-aluna do colégio Maria Perpétuo Sales Dias, que atualmente reside em Araguaína e visitava a escola para apresentar ao neto. “Foi uma coincidência, chegar aqui e ver minha amiga lançando um livro sobre a história desse colégio que tanto marcou a nossa vida. Devo tudo o que sou pelo que eu aprendi aqui dentro dos muros dessa escola”, relatou.

Para a gestora do Colégio Cristo Rei, Eliézia Campos, foi uma honra receber a escritora na escola e mostrar um pouco das memórias da unidade educacional aos alunos. “A gente sente um orgulho imenso deste momento, estar aqui presenciando uma ex-aluna do colégio lançando um livro que conta a história do Cristo Rei. Muitos dos nossos alunos já leram o livro e estamos incentivando essa leitura, pois é algo que resgata a nossa memória”, contou a gestora.

O exemplar do livro “A Filha do Soldado” custa R$ 20,00 e pode ser comprado no Colégio Cristo Rei.

A escritora
Natural de Tocantinópolis (TO), a filha de Berto Francisco dos Santos e Celina Aguiar dos Santos foi alfabetizada por sua mãe, em casa. Iniciou os estudos formais no Grupo Escolar Pádua Fleury, em Pedro Afonso (TO), e cursou o ensino básico e o segundo grau no Colégio Cristo Rei, na mesma cidade.

Foi noviça na Congregação das Adoradoras do Preciosíssimo Sangue, em Manaus (AM). Retornou a Pedro Afonso, onde finalizou o seu curso de magistério, vindo a ser professora de língua portuguesa e de língua inglesa. Foi diretora de colégios em cidades do antigo norte de Goiás. Cursou faculdade de Letras com habilitação em Língua Portuguesa e Língua Inglesa.

Foi coordenadora do Patrimônio Histórico e Cultural do Estado do Tocantins (1991-1994), assim como diretora do patrimônio Histórico de Palmas (1997-1999). Também foi secretária de Educação e Cultura de Paraíso do Tocantins (2005-2007).

Membro da Academia Palmense de Letras, escreveu a obra “A Filha do Soldado”, cujo lançamento ocorreu em maio de 2018.