Poltica

APRIMORAMENTO DO ENSINO

Comitiva do TO participa do 17 Encontro Nacional dos Dirigentes Municipais de Educao

15/08/2019 17h48

Dezenas de dirigentes municipais de Educação, além de prefeitos e servidores municipais do Estado do Tocantins participam do 17º Fórum Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação, que ocorre em Mata do São João, Bahia. Durante quatro dias, de 13 a 16 de agosto, os participantes participam de debates, minicursos, oficinas e mesas-redondas. Os organizadores estimam a presença de cerca de 1.500 participantes vindos de todo o Brasil.

O presidente da Undime e dirigente municipal de Educação de Alto Santo (CE), Alessio Costa Lima, frisou que o objetivo principal da instituição é promover educação de qualidade para o povo brasileiro. A Undime inseriu na programação do Fórum a mesa-redonda “Políticas e programas do governo federal para garantir a qualidade da educação”.

A maior parte dos participantes concorda que é necessária a existência de políticas públicas bem estruturadas e programas governamentais que objetivem o aprimoramento do ensino oferecido nas escolas. “Se faz necessário observar as especificidades e particularidades de cada localidade onde é ofertado o ensino, para que se possa traçar ações e estratégias que levem o conhecimento de forma pontual aliado ao aperfeiçoamento constante de professores e dirigentes”, disse o presidente da Undime TO e secretário Municipal de Educação de Palmeirópolis, Bartolomeu Moura.

Governo Federal

Em contraponto à cobrança feita pelos educadores, o governo federal destaca que as escolas têm de fazer a sua parte: apenas sete das 27 unidades da federação mantêm dados atualizados. Além disso, 30% das escolas do país ainda não fizeram o georreferenciamento. Carlos Moreno, diretor de estatísticas educacionais do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), afirmou que o objetivo é mudar essa realidade.

Ele anunciou para o fim do mês o lançamento de um catálogo das escolas brasileiras. “O catálogo nada mais é, do que um serviço que será oferecido à população do censo escolar. Nele vão aparecer informações do endereçamento da escola e georreferenciamento. É um serviço para população, mas também para o gestor”, disse.

A mesa-redonda também contou com presença do presidente do Inep, Alexandre Lopes, que reforçou a relevância de os dirigentes municipais colocarem em prática o conhecimento adquirido no Fórum. “Nossa vontade é que os participantes levem informações para suas escolas e nos ajudem a realizar a prova do Saeb (Sistema de Avaliação da Educação Básica), que é muito importante para podermos ter uma educação segura, precisa e qualificada”, afirmou. (Com informações da Undime)