Educao e Cultura

PARCERIA NA EDUCAO

Escolas indgenas usam exemplares do Centro-Norte Notcias nas aulas para fortalecer leitura e acesso informao

05/11/2019 16h49

Henrique Lopes

Com o intuito de facilitar o acesso à informação e incentivar o hábito da leitura, a professora Juliana Pahhic Khahô, que ministra aulas para a turma do 3º ano do ensino fundamental da Escola Indígena Toro Hacrô, no município de Goiatins, está utilizando exemplares do Jornal Centro-Norte Notícias, que mensalmente publica as principais notícias de Pedro Afonso e das cidades da região. Os assuntos abordados pelo veículo de comunicação são discutidos pelos curiosos alunos que têm entre 8 e 9 anos de idade.

O projeto da escola indígena, que tem como diretor Isauro Krokrok Krahô e está localizada na aldeia Pedra Branca, no município de Goiatins, conta com apoio da Diretoria Regional de Educação de Pedro Afonso e do Centro-Norte Notícias. As ações são acompanhadas pelas assessoras das Escolas Indígenas da DRE de Pedro Afonso Tais Põcuhtô Krahô e Vitória Réjia Alves Ferreira.

O jornal faz parte do dia a dia dos alunos, por meio do desenvolvimento de projetos como o “Cantinho da Leitura”, espaço próprio da sala de aula onde os alunos podem ter acesso a livros, jornais e revistas. “Isso auxilia no aprendizado e também para que os alunos conheçam mais sobre a região”, explicou a professora Juliana Pahhic.

Além da escola Toro Hacrô, a direção do Centro-Norte Notícias disponibiliza, mensalmente, por meio da parceria com a Diretoria Regional de Ensino de Pedro Afonso, edições do jornal para atender as 32 escolas indígenas da regional.

Fundador e editor-chefe do Centro-Norte Notícias, o jornalista Fred Alves tem orgulho em saber que o trabalho desenvolvido pela equipe do jornal auxilia no aprendizado de centenas de alunos em toda a regional. “A proposta do jornal, desde sua criação há 10 anos, foi divulgar e fomentar projetos, em diferentes áreas, que beneficiem quase 20 municípios onde o Centro-Norte está presente. É papel do jornalismo contribuir para o desenvolvimento da educação e poder fazer isso nas escolas indígenas é muito gratificante”, afirmou .