Esporte CN

RISCO SADE

Pedroafonsinos cobram medidas urgentes contra infestao de pombos no Ginsio de Esportes Ademar Amorim

12/09/2019 17h19 - Atualizado em 12/09/2019 17h46
Pedroafonsinos cobram medidas urgentes contra infestao de pombos no Ginsio de Esportes Ademar Amorim
Crianas jogam futsal ao lado perto de fezes de pombos

Henrique Lopes

O produtor rural Pedro Afonso Tavares, representando um grupo de pais, protocolou nesta quinta-feira, 12, na Diretoria Regional de Ensino de Pedro Afonso, ofício solicitando que a Secretaria de Estado da Educação Juventude e Esportes (Seduc) solucione os problemas ocasionados pela infestação de pombos que se aglomeram nas estruturas metálicas do teto do Ginásio de Esportes Ademar Amorim, localizado no centro da cidade.

O documento ressalta que, devido a falta de controle das aves, crianças, jovens e adultos que utilizam o ginásio correm, diariamente, risco de contaminação. “Principalmente nas arquibancadas e quadra, com fezes de resíduos com forte odor, produzido por uma quantidade considerável do aumento de pombos domésticos”, diz o ofício.

Ainda segundo os pais que assinam o ofício exigindo que sejam tomadas providências no prazo de uma semana, a manutenção do espaço esportivo é de responsabilidade do Governo do Estado e a falta de salubridade pode causar doenças como meningite fúngica aguda e criptococose. “Caso as providências não sejam tomadas urgentemente teremos que recorrer ao Ministério Público Estadual”, disseram os autores do documento.

A reportagem do Portal CNN esteve no ginásio na tarde desta quinta-feira, 12, e ouviu de funcionários que atuam na manutenção do espaço que a situação é crítica. “A gente tem medo de pegar alguma doença com tanto pombo e tantas fezes. Já reclamamos, mas até o momento não há uma solução”, frisou um dos servidores que preferiu não se identificar.

Procurado pelo Portal CNN, o diretor regional de Ensino de Pedro Afonso, Neurisvaldo Rodrigues de Amorim, que já havia recebido o documento, compartilha da mesma preocupação dos pais e afirmou que a demanda será encaminhada à Secretaria de Estado da Educação, Juventude e Esportes (Seduc), responsável pela administração do ginásio. “Será solicitado o fechamento do ginásio com sombrite”, afirmou o diretor de ensino.

Neurisvaldo relatou, também, que em junho deste ano foi realizada uma dedetização, custeada pela Seduc, com base em uma demanda do Ministério Público Estadual. “A dedetização realizada pela empresa Gurgel & Vieira Ltda, especializada de Guaraí, no valor de R$ 3.950,00, no entanto não resolveu o problema”, completou.

Problema sanitário e ambiental
Em nota, a Secretaria da Educação, Juventude e Esportes informou que está agendada para a próxima semana a execução do serviço de controle de pombos (por meio de dedetização do ambiente) no Ginásio Poliesportivo de Pedro Afonso e reforçou que tem realizado com regularidade a dedetização do ginásio, sendo que a última foi feita no dia 23 de março de 2019. Ainda segundo a Seduc:“Vale lembrar, porém, que a dedetização é uma medida paliativa, visto que a infestação de pombos é um problema sanitário e ambiental, cujo combate efetivo ultrapassa o âmbito desta pasta”.