Educao e Cultura

UNIO FAZ A VIDA

Coed ser modelo da escola do futuro, diz presidente do Sicredi MS/TO

18/10/2019 14h06 - Atualizado em 07/11/2019 15h06

Fred Alves

Durante visita na manhã desta sexta-feira, 18, o presidente do Sicredi União MS/TO, Celso Regis, propôs aos dirigentes da Cooperativa de Educadores de Pedro Afonso (COED) a participação no “Programa A União faz a Vida”, principal iniciativa de responsabilidade social da cooperativa de crédito.

A ação foi implantada há mais de 20 anos no Rio Grande do Sul, se espalhou para outras cidades e atualmente envolve mais de 300 mil alunos e 50 mil professores, em duas mil escolas brasileiras. A essência do projeto é que com pessoas educadas desde cedo em temas como cooperação, cidadania e empreendedorismo, a sociedade evolua e se desenvolva cada vez mais.

Conforme a presidente da Coed, Gleide Américo de Azevedo Maciel, a cooperativa que completa dez anos em 2020 vai aderir ao programa. “Já trabalhamos o cooperativismo e o programa contribuirá, ainda mais, com nossas ações. O União Faz a Vida vai fortalecer a nossa escola. Estamos felizes e empolgados pelo convite!”, disse.

Responsável em fazer a ponte para a implantação do programa na Coed, o gerente da agência do Sicredi de Pedro Afonso, Vitor Rosalino, acredita que o projeto “União Faz a Vida” vai trazer benefícios para toda comunidade ao ajudar na introdução dos princípios cooperativistas na educação escolar. “Nossa cidade é a mais cooperativista do estado, temos que priorizar a educação dos jovens”, enfatizou.

Satisfeito com a receptividade da Coed, Celso Regis, afirmou que o programa terá resultados positivos. “Vamos trabalhar com as crianças para que no futuro se tornem cidadãos conscientes e atuantes em sua comunidade”, disse o presidente do Sicredi MS/TO. O dirigente explicou que o programa prevê a inserção de disciplinas transversais da cooperação na grade curricular da escola, sempre mantendo a autonomia do professor.
Ao falar do fato de Pedro Afonso ser a primeira cidade do Tocantins a receber o projeto, Celso Regis destacou que isso ocorreu porque o município já tem a cultura do cooperativismo. “A Coed será modelo da escola do futuro que pensa na união de pessoas, na solidariedade e na justiça social”, concluiu.

Em breve acontece a formalização da adesão da Coed ao programa. Depois terá início o cronograma de implantação que contará com várias etapas e orientações de profissionais qualificados.

Também participaram da reunião o gerente regional do Sicredi, Diogo Pelissaro, o agente de Desenvolvimento do Cooperativismo do Sicredi Pedro Afonso, Wanderson Souza Rocha, a integrante do núcleo de associados do Sicredi Maria Silvana Ramos e colaboradores da Coed.