Cidades

PROBLEMA ANTIGO

Moradores do Santo Afonso reclamam de gua empoada e cobram servios

06/02/2020 15h14 - Atualizado em 11/02/2020 08h43

Caíque Tétis

As intensas chuvas registradas nos últimos dias têm causado transtornos aos moradores de cidades da região centro-norte. Como no caso de alagamentos de vias registrado dia 3 de fevereiro, em Guaraí, em que ruas e avenidas se transformam em rios urbanos chegando a deixar carros parcialmente submersos.

Em Pedro Afonso as chuvas também causaram contratempos em alguns pontos da cidade. No dia 6 de fevereiro, mesmo em meio ao sol, alguns locais ainda acumulam águas das últimas chuvas e deixam moradores preocupados quanto ao risco de transmissão de doenças, entre elas, as causadas pelo mosquito Aedes aegypti.

Em contato com o Portal CNN, moradores da Rua São José, no Setor Santo Afonso, relataram que a água empoçada é um problema antigo que persiste mesmo nos dias de estiagem. “Com uma chuva apenas, a água demora uma semana ou mais para secar”, contou um morador que preferiu não se identificar e que vive no local desde que nasceu, há 30 anos, e atualmente mora com a esposa e três filhos pequenos. Ele ainda lembrou que na via residem várias famílias e cerca de 30 crianças estão expostas aos perigos daágua parada.

Em fotos encaminhadas ao Portal CNN, os residentes do bairro mostram a água que se acumula por quase toda a extensão da rua. “Todo ano é o mesmo problema. Há mais de sete anos que rua foi pavimentada e tem dois anos que foi feito o meio-fio, mas não foi solucionado o problema”, afirmou outra moradora ao cobrar uma posição da Prefeitura de Pedro Afonso.

Resposta
Segundo nota encaminhada pela Prefeitura de Pedro Afonso, por meio da Secretaria Extraordinária de Resolução de Problemáticas Pluviais, a administração municipal já tem conhecimento do problema enfrentado pelos moradores da Rua São José, no Setor Santo Afonso, e no momento realiza o processo de licitação para aquisição de materiais com o objetivo de dar início ao cronograma de obras planejadas para o ano de 2020.

O governo municipal frisou ainda que nos últimos anos tem trabalhado intensamente em projetos para sanar os transtornos ocorridos pelo acúmulo da água da chuva e a área informada já está inclusa no mapeamento feito pela secretaria responsável.

Apesar dos esclarecimentos, a Secretaria Extraordinária de Resolução de Problemáticas Pluviais não deu uma data para a realização dos serviços no Setor Santo Afonso. (Colaborou Fred Alves)