Poltica

CHOCOU

Estupro de criana de um ano pelo prprio pai choca moradores de Pedro Afonso

22/02/2020 16h36 - Atualizado em 03/03/2020 18h26

Um crime bárbaro chocou a população de Pedro Afonso, cidade localizada na região centro-norte do estado do Tocantins, no dia 21 de fevereiro. Um homem foi detido, após ter o mandado de prisão preventiva decretado por ser o principal suspeito de cometer estupro de vulnerável contra a própria filha de um ano e cinco meses de idade.

A prisão foi realizada pela equipe da 50ª Delegacia de Polícia Civil de Pedro Afonso. Segundo dados da Polícia Civil, a criança ficou órfã de mãe aos três meses de idade e era criada pelo pai e a madrasta. O caso chegou até a polícia, após a tia da criança perceber assaduras e manchas avermelhadas na região da virilha, além de sensibilidade da criança na hora de banho.

Ao levar a criança ao médico, a avaliação constatou sinais estranhos no corpo da criança o que foi denunciado ao Ministério Público Estadual, que encaminhou o caso para perícia e exames sendo constatado abuso sexual.

Após ser constatado o estupro, o delegado Bernardo José Rocha Pinto representou pela prisão preventiva  sendo realizada no período da tarde, e encaminhado a Delegacia de Polícia Civil de Pedro Afonso, onde foi interrogado. Depois, o suspeito foi levado à unidade prisional de Guaraí.

O caso provocou comoção em toda a cidade, que possui cerca de 16 mil habitantes. Em entrevistas exclusivas ao Portal CNN, vizinhos e conhecidos afirmaram que a rotina da casa onde a criança era vítima de estupro era normal e não levantava suspeita. “Ele aparentava ser um pai responsável e preocupado”, contou uma vizinha que não quis se identificar.

Já uma amiga da família, que também pediu sigilo sobre sua identidade, contou que o homem fazia uso frequente de bebidas alcoólicas. “Quando ele estava sóbrio era tranquilo, era amigo, mostrava preocupação, quando estava bêbado era chato como quase todos”, frisou ao dizer que a partir da primeira vez que observou a criança machucada aconselhou a tia a fotografar a sobrinha e levá-la ao médico.