Cidades

ATITUDE

Jovens se unem e criam projeto para limpar o Rio Taboco

31/10/2014 19h23 - Atualizado em 04/11/2014 09h22
Jovens se unem e criam projeto para limpar o Rio Taboco
Divulgao

Da Redação 

Jovens de Fortaleza do Tabocão, a 56 km de Palmas, criaram movimento no Facebook e iniciaram na manhã da sexta-feira, 31, a limpeza do Rio Tabocão, que corta a cidade ao meio. Na primeira ação da força tarefa eles encontraram de tudo, desde as já esperadas sacolinhas plásticas e garrafas pets, até carrinho de bebê, bateria de automóvel, partes de computador e restos de animais mortos.

“Justamente por saber que o nosso rio estava sendo inundado de lixo que resolvemos tomar uma atitude”, explica a jovem Márcia Neves, coordenadora de uma das quatro equipes do Movimento Salve o Rio Tabocão.

O grupo de 20 jovens percorreu pouco mais de 1 km retirando lixo das margens e do leito do rio. Ao todo 18 sacos pretos de 30 litros foram preenchidos de lixo e colocados no caminhão cedido pela Prefeitura. “Infelizmente há muitas árvores caídas dentro do rio represando a água e o lixo que vem das ruas e das casas. É preciso ter mais consciência ambiental”, defende Márcia Neves.

A ação recebeu apoio da Escola Estadual Major Juvenal, dos comerciantes locais, do poder público, da vereadora Terezinha Martins e da Apae de Fortaleza do Tabocão, que possui um viveiro de mudas e vai doar algumas para o projeto. 

Plano de ação
O Movimento Salve o Rio Tabocão fez uma reunião na última quarta-feira, quando definiu o plano de ação a ser seguido pelo grupo. E decidiu que uma audiência pública será realizada no dia 21 de novembro na Câmara Municipal onde serão abordados temas como legislação ambiental e fiscalização para evitar que mais lixo seja jogado no Rio Tabocão.

Também foram definidos objetivos e metas que nortearão as ações do Movimento:
* Sensibilizar a população sobre a realidade em que se encontra o rio e motivá-los a adotar práticas sustentáveis;
* Realizar uma caminhada ecológica e um mutirão de limpeza no rio;
* Visitar a nascente do Rio Tabocão e fazer um diagnóstico de seus principais afluentes;
* Verificar junto a Prefeitura e à Secretaria de Meio Ambiente se há leis ambientais e fiscalização;
* Colocar pontos de coleta de lixos e placas indicativas nas margens do rio Tabocão, informando penalidades para o não cumprimento das leis ambientais;
* Esclarecer dúvidas sobre a área verde do município, mostrando à população o mapa municipal com as ademarcações da Área Verde Municipal.

(Com informações de Eliene Campelo)
 

Leia por Assunto: Fortaleza do Taboco