Cidades

RESPONSABILIZADA POR INCNDIO

Bunge recebe multa por crime ambiental que ultrapassa R$ 10 milhes

20/11/2017 15h23 - Atualizado em 06/12/2017 11h33
Portal CNN
Fogo destri rea de cerrado

Fred Alves

Uma equipe de fiscalização do Naturatins (Instituto Natureza do Tocantins) de Pedro Afonso emitiu três autos de infração para a Bunge (Ramata Empreendimentos e Participações S.A), totalizando o valor de R$ 10.292.000,00. A autuação ocorreu no último dia 17 de novembro. 

A multinacional foi autuada por fazer uso de fogo que atingiu 7.407,3684 hectares, destruindo áreas de reserva legal, áreas de preservação permanente e áreas agropastoris (agricultura e a pecuária) na zona rural de Pedro Afonso. Também foram atingidos cercas, currais e rebanhos inteiros, causando inúmeros prejuízos ao meio ambiente e a produtores rurais. O incêndio ocorreu na segunda quinzena do último mês de agosto.

A multa veio alguns dias depois que a 11ª Delegacia Regional de Polícia Civil (DRPC) de Pedro Afonso encerrou o inquérito que investigava o incêndio, considerado o maior já registrado no município.

O supervisor do Naturatins, Maurício Barros, explicou que os valores das multas variam conforme as áreas atingidas. “O Naturatins fez todos os levantamentos através das imagens para aplicar as multas. Um exemplo é para áreas de preservação permanente que é R$ 5 mil por hectare. Já nas áreas de plantação o valor é de R$ 1 mil por hectare”, completou.

Ele ressaltou a colaboração do órgão ambiental com a Polícia Civil. “Contribuímos com as cartas imagem, os relatórios e as informações que foram precisas para poder auxiliar nas investigações e elaboração do inquérito” afirmou.

Na última vez em que foi procurada, a Bunge informou que só se pronunciaria após ser informada oficialmente sobre a conclusão do inquérito policial. O espaço segue aberto caso a empresa queira se manifestar.

Leia também:

Inquérito policial conclui que Bunge é culpada pelo maior incêndio já registrado em Pedro Afonso