Cidades

VELHO PROBLEMA

Moradores de Santa Maria do Tocantins protestam aps falta dgua

24/05/2018 11h04 - Atualizado em 24/05/2018 19h16

Henrique Lopes


Mais uma vez, os moradores de Santa Maria do Tocantins, localizada a 280 km de Palmas, enfrentam problemas com as frequentes falhas no abastecimento de água no município.

Na tarde desta quarta-feira, 23, cerca de 100 pessoas foram às ruas para manifestar contra a falta d’água. Com cartazes, faixas e fazendo barulho, a comunidade se reuniu em frente à sede da Agência Tocantinense de Saneamento (ATS), que administra o sistema de abastecimento do município.

A professora Maisa Alves de Sousa afirmou que a falta d’água é um problema contínuo no município. “A população de Santa Maria mais uma vez está sofrendo com a falta de água. Uma semana toda sem aula, pois não tem um pingo de água”, relatou.

Ainda segundo a professora, a Justiça tem falhado no atendimento às demandas da comunidade junto a ATS. “Há dias que estamos pedindo junto ao Ministério Público Estadual para que tome uma providência contra a ATS e nada acontece”, completou.
A orientadora social Aurinete Wanderley Coelho ressaltou que a situação é uma falta de respeito com o consumidor. “Antes eram morcegos, agora é a falta total de água. Os serviços sendo prejudicados, escolas, saúde, administrativo. As donas de casa sem água para fazer comida. Quem não precisa de água?”, argumentou.

Prefeitura se posiciona 
Em um documento encaminhado ao Ministério Público estadual, o prefeito Itamar Barrachini (SD) afirmou que a água que chega as residências dos santa-marienses é escura e impropra para consumo.

O gestor também revelou que o fornecimento de água está sendo mantido apenas por duas horas diárias, o que tem afetado serviços básicos como o funcionamento de escolas e DAS unidades básicas de saúde.

No ofício, Barrachini cobra ainda uma posição da empresa e A solução do problema. “Esta administração se encontra na obrigação de buscar soluções que amparem os direitos da comunidade, já tendo requerido a ATS, agência responsável pelo abastecimento de água no município, a solução do problema”, frisou.

ATS responde
Em nota encaminhada ao Portal CNN, a Agência Tocantinense de Saneamento (ATS) informou que a suspensão temporária no abastecimento aconteceu em razão da necessidade de ajustes operacionais no sistema de abastecimento de água, já que foi necessário a limpeza dos Poços Tubulares Profundos (PTP´s) e reparo nas bombas.

De acordo a ATS, o sistema de bombeamento já foi religado, e até o meio dia desta quinta-feira, 24, o abastecimento estará normalizado.

MPE pediu bloqueio de bens

Após a publicação da matéria, o titular da 2ª Promotoria de Justiça de Pedro Afonso, Luiz Antônio Francisco Pinto, afirmou que o Ministério Público Estadual protocolou pedido junto ao Poder Judiciário solicitando o bloqueio de verbas do Estado, por meio da Agência Tocantinense de Saneamento. 

A medida solicita que os recursos bloqueados devem ser destinados à Prefeitura de Santa Maria do Tocantins, para que a gestão faça as obras necessárias para garantir qualidade dos serviços de saneamento à comunidade da cidade.

O promotor de Justiça Luiz Antônio Francisco Pinto disse ainda, que a ATS não tem cumprindo com as obrigações referentes a efetividade do sistema de abastecimento. “Fizemos esse pedido ao Judiciário no ano passado, já reiteramos e agora estamos aguardando a decisão judicial sobre a solicitação”, frisou.
O pedido aguarda decisão da juíza Luciana Costa Aglantzakis.