Educao e Cultura

SETEMBRO VERDE

APAE de Pedro Afonso faz atividade de incluso

01/10/2018 09h14 - Atualizado em 01/10/2018 11h28

A Escola Especial Santuário da Vida da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) e o Centro de Referência e Assistência Social (CRAS) jurisdicionados à Diretoria Regional de Educação de Pedro Afonso, realizaram, na sexta-feira, 28 de setembro, atividades em comemoração ao Setembro Verde. O objetivo foi reforçar a importância da inclusão das pessoas com deficiência que ainda enfrentam restrições sociais, educacionais e profissionais.

Participaram do trabalho os estudantes do 6º ao 9º ano da Escola Estadual Girassol de Tempo Integral Comendador Pádua Fleury, o grupo da melhor idade, e o grupo da melhor idade do serviço de convivência e fortalecimento de vínculos.

A cor verde é utilizada por simbolizar esperança de dias melhores para o País, em especial às pessoas com deficiências, e também se comemorar o Dia da Árvore em setembro. Da forma que a árvore cresce, a luta pelos direitos das pessoas com deficiência deve ser um processo longo e que rende bons frutos.

De acordo com Luzenir Gomes Lima Guida, diretora do (CRAS), o trabalho de inclusão deve fazer parte da educação. “A inclusão social envolve partilha de conhecimento e interação. Aprender a respeitar as diferenças é essencial para se evitar preconceitos”, destacou.

Segundo Domingas Alves Xavier Nunes, diretora da Apae, o momento serve para reflexão. “É um convite à reflexão, onde cada um faz sua parte. Dessa forma, podemos garantir uma sociedade mais inclusiva, onde a pessoa com deficiência seja mais vista e mais aceita dentro de suas possibilidades e capacidades”, finalizou. (Abrão de Sousa / Governo do Tocantins)