Poltica

VIAS DE FATO

Presidente da Cmara de Pedro Afonso, Mirleyson Soares, diz que respondeu a agresso ao justificar briga com Breno Alves

11/03/2020 18h44 - Atualizado em 12/03/2020 17h49

Após o desentendimento da noite desta terça-feira, 10, que acabou em vias de fato, no plenário da Câmara de Pedro Afonso, o presidente da Casa de Leis, Mirleyson Soares (PRTB), divulgou nota, na tarde de hoje, dando sua versão sobre os fatos e afirmando que o vereador Breno Alves (PRTB) responderá criminalmente por agressão e crime contra a honra.

Leia mais: Discussão entre os vereadores Mirleyson Soares e Breno Alves termina em briga

Assim como seu colega de partido, Mirleyson Soares também registou boletim de ocorrência na Polícia Civil.

Na nota, o parlamentar diz que nos últimos tempos Breno Alves vem fazendo denúncias infundadas contra e ele e outros parlamentares. “O Vereador Breno vem, sistematicamente, utilizando de sua prerrogativa da Tribuna para ofender seus pares, como ocorreu na data de ontem, onde, entre outras palavras de baixo calão, chamou a mim de ‘ladrão’, dando início a uma discussão acalorada”, descreve o texto.

Contrariando o vereador Breno Alves, que alegou ter apenas revidado um ato do presidente do legislativo, Mirleyson Soares afirmou que o ocorrido na noite de ontem, foi ocasionado por uma injusta agressão, depois de ter sido chamado de ladrão e de sofrer violência física. “Todavia, no momento, diante da atitude covarde do colega, o enfretamento foi inevitável”, destacou ao dizer que Breno Alves estaria agindo de uma forma “revanchista”, após ser derrotado nas eleições para a presidência da Casa de Leis, em dezembro de 2019.

“A incapacidade do senhor Breno em colher apoio dos pares, acompanhado do mal sentimento pela derrota, fez surgir no referido vereador todo esse espírito vingativo, de denunciar situações que sabe ser inexistentes”, completa.

Confira a nota na íntegra:

Ao Portal Centro-Norte Notícias.
Ao utilizar o direito de manifestação, dentro do espaço democrático deste importante veículo de comunicação, acerca dos fatos ocorridos na Sessão Ordinária ocorrida na data de 10 de março do corrente ano, eu, Vereador Mirleyson Soares Dias, atual Presidente da Câmara de Vereadores de Pedro Afonso/TO, esclareço que:

1. Infelizmente, nos últimos tempos, o Vereador Breno Alves, vem, de forma categórica e reiterada, fazendo denúncias infundadas à minha pessoa e a outros Ex – Presidentes desta Casa de Leis. Lamentavelmente, as denúncias feitas pelo referido Vereador não são feitas na forma lei, onde deveria o mesmo reservar-se a levar as matérias que entende ilegais às autoridades e aos órgãos de controle competentes.

2. O Vereador Breno vem, sistematicamente, utilizando de sua prerrogativa da Tribuna para ofender seus pares, como ocorreu na data de ontem, onde, entre outras palavras de baixo calão, chamou a mim de “ladrão”, dando início a uma discussão acalorada. Que se registre: respondi a uma injusta agressão, depois de ser chamado de ladrão e de sofrer violência física, ao que um homem público, Vereador e Presidente de Câmara, não deveria responder. Todavia, no momento, diante da atitude covarde do colega, o enfretamento foi inevitável.

3. A tudo o Sr. Breno Alves responderá: criminalmente pela agressão que me desferiu, e ainda pelo crime contra a honra; e civilmente, pelos danos morais causados, tudo na forma do Boletim de Ocorrência já registrado na Polícia Civil da cidade de Pedro Afonso;

4. O que vale registrar a este canal de comunicação, e principalmente à comunidade pedroafonsina, é que os fatos tidos por ilegais, a que se refere o Vereador Breno, não são novos. Ao contrário, são passados há anos, o que comprova serem as denúncias um ato puramente revanchista, do referido Vereador, tendo em vista sua acachapante derrota nas eleições para a Presidência da Casa de Leis. A incapacidade do Sr. Breno em colher apoio dos pares, acompanhado do mal sentimento pela derrota, fez surgiu no referido Vereador todo esse espírito vingativo, de denunciar situações que sabe ser inexistentes. E mais, situações que o mesmo já tinha conhecimento há anos, ou sej a, por que, se os atos eram efetivamente ilegais, o mesmo não denunciou antes?

5. Nesse sentido, esclarecidos os fatos, reafirmo o meu compromisso com o povo de Pedro Afonso, e, mantendo o firme propósito de conduzir com serenidade e na mais ampla legalidade o Poder Legislativo desta cidade, de forma democrática e transparente.