Por dentro do Agronegcio

REA MAIOR

Produtores devem plantar 12 mil hectares de milho

30/03/2020 16h24 - Atualizado em 03/04/2020 15h00

Dois fatores devem contribuir para que 82 produtores rurais associados à Cooperativa Agroindustrial do Tocantins (Coapa), com sede em Pedro Afonso e atuação em outros 12 municípios, plantem uma área de milho 50% maior do que em 2019, quando foram cultivados 6 mil hectares. O primeiro fator é o bom preço pago pelo mercado – nesta segunda-feira, 30 de março, a saca de 60 quilos está cotada em R$ 45,00. O segundo foi a colheita da soja que proporcionou o plantio do grão dentro da janela adequada para a segunda safra.

O cultivo do milho teve início em janeiro e foi concluído no início deste mês. Já a colheita está prevista para iniciar no início do próximo mês de junho
Um dos agricultores que contribuirá para o plantio de 12 mil hectares de milho pelos associados da Coapa é João Hartmann. À medida que colhia os 600 hectares de soja que cultivou em sua propriedade no município de Bom Jesus do Tocantins, ele plantou milho. A área total semeada foi de 450 hectares, 300 hectares a mais do que no último ano agrícola.

“Aumentei minha área devido ao preço e o clima que estavam bons, também aproveitei o plantio da soja que deu uma janela boa. O produtor não pode perder a oportunidade quando tem um ano igual a esse. Em 2019, quando o preço e a janela não foram favoráveis, eu plantei capim”, explicou Hartmann ao ressaltar que “a lavoura de milho está bonita de se ver e se desenvolve bem”.

O milho produzido na região de Pedro Afonso é exportado para a China e também abastece granjas e confinamentos no Tocantins.

Todo o trabalho de acompanhamento, desde a elaboração de projetos de custeio agrícola, passando pela assessoria técnica, até a comercialização dos grãos, é executado pelas equipes da Unidade Técnica/Comercial da Coapa.