Poltica

DEFINIES

Em Bom Jesus, pr-candidatos definem partidos e articulam alianas

08/04/2020 15h43 - Atualizado em 14/04/2020 08h52

Com o fim da chamada “janela partidária”, pré-candidatos a prefeito de Bom Jesus do Tocantins definiram os seus partidos e agora articulam as alianças para formação das chapas visando à disputa das eleições de 2020.

O enfermeiro Bruno Neves migou do Partido Socialista Brasileiro (PSB), ao qual estava filiado quando lançou o nome como pré-candidato, para o Cidadania, sigla que substituiu o extinto Partido Popular Socialista (PPS).

Quem também mudou de sigla foi o empresário Pedro Júlio Pinto Silva, conhecido cmo “Pedin do Lavajato”, que se filiou ao Progressista. “Quem me convidou a fazer parte e disputar pelo partido foi a senadora Kátia Abreu, através do secretário-geral Renato Assunção. Claro, depois de ver nosso excelente desempenho no município como pré-candidato e ter alcançado excelentes resultados em enquetes”, assegurou.

Já a ex-primeira-dama, Professora Irani Vanderley deverá concorrer as eleições pelo Partido Social Democrático (PSD) após sair do Democratas. “Fiz a opção de filiar-me ao PSD por entender que minha excelente relação com o snador Irajá Abreu, Presidente Estadual e com sua mãe, nossa senadora Kátia Abreu, será de suma importância para viabilização de grandes projetos que pretendemos desenvolver em nosso município”, destacou Professora Irani, que assumiu a presidência do diretório municipal do PSD de Bom Jesus em substituição a Jairton Castro, seu esposo e ex-prefeito da cidade.

Articulações
Apesar de se intitular pré-candidato e ter, anteriormente, dito que não abriria mão de uma candidatura à chapa majoritária, Pedim Lava-jato tem dialogado com Bruno Neves nos últimos dias e indicam uma possível aliança entre os dois. De acordo o progressista, essa e uma junção que irá fortalecer a política no município. “Toda essa aliança só nos dará a garantia de um bom resultado”, frisou.

Ao comentar sobre os diálogos e possível apoio, o enfermeiro Bruno Neves, que perdeu parte da base após os vereadores Edmilson Rodrigues e Marta, ambos do PDT, migrarem para a base do atual prefeito Paulo Hernandes (PRTB), afirmou que tem conversado com outros líderes políticos. “Estamos bem alinhados, é o que eu estou buscando”, completou.