Segurana e Justia

KAPEJ

Camionete e munies so apreendidas em aldeia indgena

13/05/2020 18h44 - Atualizado em 23/05/2020 09h23

A Polícia Civil do Tocantins, por intermédio da 51ª Delegacia de Polícia Civil de Itacajá, com apoio de policiais da 49ª DPC e 50ª DPC de Pedro Afonso, e com a cooperação de integrantes da Fundação Nacional do Índio (Funai), formalizou no dia 12 de maio, a apreensão de munições de calibres variados, bem como de uma camionete Toyota, Hilux, na aldeia Indígena Kapej, localizada na reserva indígena da Etnia Krahô, localizada entre os municípios de Itacajá e Goiatins.

Conforme o delegado Wlademir Mota Costa de Oliveira, em razão de uma barreira montada na entrada vicinal que passa pela aldeia, os indígenas acabaram abordando na noite da última segunda-feira, 11, uma camionete que era conduzida por um funcionário de um comerciante de Itacajá.

Como a barreira foi montada para que os que os índios pudessem fiscalizar a entrada e o transporte de bebidas alcoólicas, drogas, animais silvestres e também para se prevenirem do contágio do novo coronavirus (Covid-19), os indígenas revistaram o veículo e encontraram debaixo do banco do motorista um porta óculos contendo 17 cartuchos de munição calibre 38, 12 (doze) cartuchos 9mm; 5 (cinco) munição calibre .22; e 14 (quatorze) munições calibre .25 auto.

Depois da revista o homem foi detido pelos indígenas, mas logo depois liberado. Diante da situação, a Polícia Civil e a Funai foram acionadas, e na tarde desta terça-feira, 12, estiveram no local. Após a autoridade policial ouvir o cacique da aldeia Kapej e outros caciques das aldeias vizinhas, os indígenas entregaram os objetos apreendidos e uma carta com reivindicações.

Em razão da situação, a autoridade policial utilizou o aparelho celular para colher os depoimentos dos indígenas que participaram diretamente da apreensão do veículo e das munições e formalizou, por meio fotográfico, a exibição e apreensão das munições, do veículo e de um facão.

Os objetos foram levados para a Central de Atendimento de Pedro Afonso para as formalidades legais. A autoridade policial ressaltou que será aberto procedimento investigativo para apurar a possível prática do crime de porte ilegal de munição e também para localizar o homem que portava as munições, bem como para confirmar a quem pertence à camionete apreendida.