Estado

ESTRADA PRECRIA

Em resposta a reclamao de usurios, DNIT afirma que faz reparos e estuda viabilidade de pavimentao da BR-235

26/11/2020 09h46 - Atualizado em 03/12/2020 17h28

Recentemente, depois que vários vídeos mostrando as condições precárias de trechos da BR-235, entre os municípios de Bom Jesus do Tocantins e Centenário, circularem nas redes sociais, o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), principal órgão executor do Ministério dos Transportes, afirmou que o trecho vem passando por obras de reparo e que já esta em curso um Estudo de Viabilidade Técnica, Econômica e Ambiental (EVETEA), para a pavimentação do trecho que ligará o município de Pedro Afonso ao estado do Maranhão.

Em vídeos divulgados por produtores rurais, caminhoneiros e outros usuários, a rodovia que poderia ser uma das principais rotas de escoamento da produção agropecuária tocantinense sendo a porta de entrada para o Matobipa, aparece cheia de atoleiros e vias intransitáveis.

O produtor rural Ednaldo Rodrigues da Cunha, responsável por alguns dos vídeos que relatam o drama de quem precisa usar a estrada, contou ao Portal CNN que os transtornos são frequentes durante a temporada de chuvas. “Com todos os transtornos de chuva, a última vez que passei, foi na primeira semana de novembro, mas fiquei atolado. A via está intransitável. E muito complicado, a BR-235 tem que sair logo para facilitar o escoamento dos grãos”, descreveu ao dizer que para ter acesso a sua fazenda, localizada no município de Bom Jesus, faz uma nova rota com aumento de seis quilômetros na distância.

Em resposta aos questionamentos apresentados pelos produtores rurais da região, caminhoneiros e apoiadores do movimento Pró- BR-235, o DNIT esclareceu que o trecho do km 101,5 ao km 158,8 é um segmento implantado e não pavimentado pelo Governo do Estado do Tocantins na década de 1990 e que, atualmente, a autarquia efetua manutenção rodoviária, fazendo recomposição de revestimento primário e regularização de plataforma nos 57,3 quilômetros de extensão desta estrada que liga Pedro Afonso a propriedades nos municípios de Centenário e Bom Jesus do Tocantins.

O órgão federal disse ainda que está em análise o Estudo de Viabilidade Técnica, Econômica e Ambiental (EVETEA) visando a pavimentação do segmento tocantinense, com cerca de 150 quilômetros de extensão, desde a divisa com o estado do Maranhão até a cidade de Pedro Afonso.

Resposta ministerial
Ainda sobre a reclamação dos usuários da BR-235, nesta semana, após ser questionado pelo deputado federal Vicentinho Júnior (PL/TO), o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, assegurou que no próximo ano o projeto da obra será contratado. “Tem toda razão, Vicentinho. Sabemos da relevância dessa rodovia p/ região produtora do Matopiba e seu potencial de conectividade com a Ferrovia Norte-Sul. Já estamos finalizando os estudos e vamos contratar o projeto da obra em 2021 com o importante apoio da bancada tocantinense”, afirmou o ministro em uma rede social.