Educao e Cultura

DICA DE LEITURA

Quinto livro de Lourivan Castro traz reflexes sobre cuidados com finanas e a vida pessoal

12/03/2021 16h12 - Atualizado em 22/03/2021 09h52

Henrique Lopes

“Se o caminho for seguido, não tem como dar errado. As mudanças acontecerão”. A frase um dos trechos do livro “O Caminho”, novo lançamento do escritor pedroafonsino Lourivan Castro.

Quinto título lançado pelo escritor, o livro “O Caminho” é composto de 10 capítulos, que trazem orientações sobre como lidar com as finanças pessoais. Com um capítulo dedicado a explicar os aspectos do endividamento e os gatilhos mentais que fazem com que as pessoas acumulem dívidas, o livro mostra o caminho que o leitor deve seguir para crescer financeiramente, além de adquirir os conhecimentos em outras áreas da sua vida. “O foco é que o leitor entenda o poder de sua mente e em harmonia com as leis universais”, revelou o escritor.

Ainda de acordo com o autor, o livro é uma ótima recomendação para esta época em que as pessoas estão desorientadas sem saber o que fazer. “Ele vai lhe mostrar o caminho a seguir, só basta a boa vontade de cada um”, completou ao dizer que não é um livro difícil de ler é apenas fora do normal.

Com tiragem inicial de 500 exemplares, Lourivan Castro está comercializando o livro a R$ 20,00, que pode ser adquirido pelo telefone (63) 9 9941-6842 ou diretamente com o escritor, que comercializa seus livros durante as andanças pelos diversos bairros de Pedro Afonso.

Falta de apoio
Apesar do dom para escrita e de livros já reconhecidos, Lourivan Castro ainda sofre com a falta de apoio, seja de empresas parceiras ou de instituições públicas, mesmo que ligadas às áreas de incentivo à valorização histórica e cultural. Apenas na edição do novo livro, o escritor investiu R$ 5.820,00, valor que somado com os gastos de edição e reedição de seus primeiros quatro títulos chega a R$ 20.170,00. "Eu já comecei sabendo que os apoios seriam poucos ou quase nenhum, mas acredito no apoio da população que compra os livros e eu, com essa venda, acabo pagando os valores da editora no que diz respeito a impressão, correção, diagramação", revelou ao garantir que nunca pediu apoio a nenhuma instituição. .