Segurana e Justia

FIQUE ATENTO!

3 BPM alerta comerciantes da regio de Pedro Afonso sobre golpe aplicado por estelionatrio

21/04/2021 08h11 - Atualizado em 28/04/2021 15h03

O 3° Batalhão da Polícia Militar (BPM), com sede em Pedro Afonso, divulgou nota assinada por seu comandante, major Aderlan, alertando sobre a atuação de um estelionatário que tem realizado pedidos a comerciantes da região em nome da Polícia Militar.

O golpista estaria usando aplicativos na prática criminosa e chegou a enganar alguns comerciantes que lhe enviaram materiais.

“Alguns comerciantes, confiando na boa relação comercial com a Polícia Militar, foram enganados e enviaram materiais a um indivíduo desconhecido, trazendo transtornos e prejuízos”, diz um trecho da nota, que pode ser conferida na íntegra logo abaixo.

Nota aos comerciantes de Pedro Afonso e região

O comando do 3° Batalhão da Polícia Militar vem por meio desta informar a todos os comerciantes da região que um ESTELIONATÁRIO tem feito pedidos a comerciantes por telefone em nome da Polícia Militar.

Alguns comerciantes, confiando na boa relação comercial com a Polícia Militar, foram enganados e enviaram materiais a um indivíduo desconhecido, trazendo transtornos e prejuízos.

Informamos que não efetuamos tais pedidos e orientamos aos comerciantes que, caso haja situação semelhante a pedido da Polícia Militar, não encaminhem nada, não transfiram dinheiro nem depositem até que se certifiquem de quem está do outro lado da linha.

Esta orientação vale também para as ocasiões em que pessoas da sociedade civil, ou mesmo de parentes e amigos, peçam materiais ou dinheiro emprestado. Com o advento de tecnologias, aplicativos WhatsApp e Telegram, as pessoas se comunicam muito por mensagens, deixando de se certificar acerca de quem está do outro lado da linha e não percebem que o aparelho telefônico (aplicativo) pode estar clonado.

Desta forma, ao receber qualquer solicitação, o comerciante ou pessoa física, somente deve atender às solicitações quando reconhecer o telefone de quem faz o pedido e após conversa telefônica pra reconhecer a voz ou, no mínimo, mensagens de voz de alguém que conheça
.

Major QOPM Aderlan Pereira Santana
Comandante do 3º BPM