Cidades

Cidades

Rio Sono completa 30 anos de emancipao poltica

10/05/2012 18h00 - Atualizado em 10/05/2012 18h00

Rio Sono completa 30 anos com festa!


As águas que correm no entorno do Município deram o nome do lugar. Rio Sono, distante 150 quilômetros de Palmas, está localizado na região Leste do Tocantins. Tem uma área de 6.357 quilômetros quadrados. Segundo o último censo do IBGE são 6.259 habitantes, que juntos, comemoram, com festa, os 30 anos de emancipação política. O aniversário, dia 14 de maio, vai ser antecipado para o próximo sábado, 12. Na programação, maratona, queima de fogos e show’s com artistas regionais e com a Banda Feijão de Corda.

Oficialmente a história de Rio Sono começa em 25 de maio de 1981, quando políticos, lideranças locais, professores, estudantes e o então prefeito de Lizarda, Altamir Alves Bezerra, e o presidente da Câmara da época, Antônio Nazário de Castro, fizeram um abaixo-assinado seguido de 243 nomes, onde se pedia a emancipação do então povoado Rio Sono. O processo se deu no ano seguinte, com a lei de nº 9.185, de 14 de maio de 1982.

O comerciante Desidério Barros de Melo, 81 anos, acompanhou de perto a transformação. Mudou para o Município transferido da cidade de Tupiratins. Era funcionário da saúde, responsável por fazer extrações dentárias.

“Eu cheguei no dia 1 de maio de 1970. Tinham 38 casebres. Eram 4 horas da tarde. Nunca vou esquecer, fiz 43 extrações em 22 pessoas nesse mesmo dia”, lembra contente o comerciante que também teve participação decisiva na vida de muitos moradores. “Cortei a fita do primeiro posto de saúde, quando Rio Sono nem era cidade. Cheguei a fazer parto, emendar pernas e tem muita gente com dentadura que eu fiz”, comenta.

A professora aposentada Heleni Alves Bezerra, 60 anos, fez um manuscrito contando toda a trajetória e versões da história de Rio Sono. A pesquisa pessoal foi fruto de um desejo particular. Deixar eternizada para a família o carinho que ela tem pelo lugar onde escolheu pra viver. “Rio Sono tem uma história muito bonita. Não tenho planos para publicar o material”, revela.

A aposentada Amélia Glória de Sousa completa 101 no mês de junho. É a mais velha da cidade. Lúcida, é bem ativa faz comida, lava a própria roupa e ainda confecciona tapetes. “O que eu mais gosto em Rio Sono é o sossego, a tranquilidade. É um lugar onde não tem violência, bom pra viver!”, destaca a aposentada.

A prefeita de Rio Sono Deusdivina Francisco da Rocha chegou ao município logo depois da emancipação. Criou quatro filhos, hoje são dois médicos, um advogado e um administrador. “Sou formada em Normal Superior e sei que a educação é essencial na vida de qualquer pessoa. É muito bom fazer parte dessa história. Ver os meus e os filhos dos riosonenses sendo destaques no Estado e no País”, declara a prefeita. (Ascom Prefeitura Rio Sono)





Leia por Assunto: Rio Sono